Bem vindos ao Fanfics da Cah. Sou Camila Cocenza, futura garota de programa! E não, não é o que estão pensando, apenas pretendo cursar Engenharia da Computação. Para mais informações: cahcocenza@hotmail.com

27/06/2012

Desculpa se eu te amo - Capitulo 9


N/A: Demorei mas voltei. Espero que gostem do capitulo... Não saiu lá aquela coisa, mas foi o que consegui botar para fora.

Comentem, preciso saber a opinião de vocês!.

Beijos, Caah

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Capitulo 9

POV Bella

Ri baixinho, mordendo o peito de Edward, que torceu os lábios e fez um lindo bico.

- Não faz essa cara. – Suspirei prendendo o riso – Está parecendo aqueles adolescentes do colegial, que tentam persuadir a namoradinha a transar sem camisinha.

- Deixe-me sofrer em paz ok? – Me arrastei sobre ele, beijando seus lábios.

- Nem é tão ruim assim.

- É sim.

- Mas é necessário, imagina se eu engravido.

Ele suspirou alto concordando comigo. Voltei a beijá-lo devagar, apreciando o contato dos seus lábios quentes no meu. Os dias haviam se passado rápido e nos restava apenas uma semana em Miami... Restava-me 7 dias de Edward.

- Sabe, desde pequeno sempre quis ser pai, mas tive que abrir mão desse sonho.

Ele sussurrou assim que me afastei. Mordi os lábios.

- Nunca pensou na adoção?

- Isso implicaria muita coisa, além de que meus pais me encheriam de perguntas.

- Também penso em ser mãe. – Confessei, vendo-o arquear uma sobrancelha.

- Sério?

- Qual é tigrão, qual o mal a nisso? Toda mulher quer ser mãe.

- Eu sei Bella, mas você não é qualquer mulher... Você é... Você. – Riu dando de ombros – Sabe cozinhar?

- O Google ensina!

- Trocar frauda?

- Eu aprendo! – Edward voltou a rir, mas logo ficou sério quando notou que o que eu dizia era sério. – Disseram para mim que eu não conseguiria ser médica, que eu não tinha jeito para ser médica, e olha hoje, eu sou médica! Sei que se eu quiser ter um filho serei uma boa mãe, mesmo que eu não tenha jeito para ser mãe.

- Eu sei que você vai ser uma boa mãe. – Tocou minha bochecha – Eu como seu melhor amigo sei como você é incrível, doce, amável e linda. Seus filhos e seu marido terão sorte em ter uma mulher como você para cuidar deles.

Franzi a testa. Eu queria filhos sim, mas havia esquecido o maior detalhe... Um marido. Como eu teria um bebê sem um homem?

O que eu havia dito para Edward era verdade, sempre sonhei em ter filhos, mas não havia contado o detalhe de que esse sonho era com ele. Um sonho, só um sonho, como outros quaisquer que só acontecem na nossa imaginação, afinal, Edward cortava para o outro lado, se eu pelo menos conseguisse o fazer mudar sua opção...

- Edward? Bella? O café está na mesa.

Suspirei balançando a cabeça e me deitando ao lado de Edward.

- Obrigado mãe. Bells e eu estamos descendo já.

Sentei-me, ajeitando meu vestido. Havíamos acordado cedo demais, tomamos banho e descemos para o café, no entanto Esme ainda estava o preparando. Como eu não estava me sentindo muito bem resolvi voltar para a cama e Edward logo apareceu no quarto preocupado.

- Vem Bells, tenho certeza que sua tontura era fome. – Me estendeu a mão e eu a aceitei. – Não está se alimentando direito esse mês.

Eu ri, enganchando meu braço no dele e saindo do quarto.

- Claro, o senhor não me deixa em paz, toda hora quer ficar transando.

- Isabella! – Me empurrou contra a parede, prendendo-me ali. – Claro que eu quero transar toda hora, você fica me provocando!

- Edward. – Rolei os olhos cutucando-o – Eu não te provoco. – Mordi os lábios.

- Sei...  – Resmungou, voltando a me puxar em direção às escadas. Entramos na sala de estar e ele puxou uma cadeira para que eu me sentasse.

Minha sogra me deu um bom dia enquanto enchia meu copo com suco natural.

- Está se sentindo melhor querida?

- Sim Esme, obrigada.

- Então querido. O que pretendem fazer hoje? É a ultima semana e pouco aproveitaram a praia.

Olhei para meu tigrão que assentiu, entornando o copo de suco.

- Podemos ir para a praia hoje, o que acha Bells?

- Por mim tudo bem. – Dei de ombros.

- Edward, suba para chamar os outros, por favor.

- Ok mãe.

Alice entrou no cômodo sonolenta, Esme foi para a cozinha e Edward se levantou, beijando minha boca.

- Eu já volto Bells.

- Tudo bem.

Assim que ele saiu Alice puxou uma cadeira, sentando-se ao meu lado.

- Parece que seu plano está dando certo. – Cantarolou, enchendo seu copo.

- Não sei. – Apoiei os cotovelos na mesa, cobrindo meu rosto com as mãos. – Acho que as coisas entre nós continuam apenas como um jogo.

- Bella, olha para o meu irmão! – Rolou os olhos, inclinando-se para falar baixo – Ele nem precisava te beijar agora sabendo que eu sei de tudo, mas ele te beijou!

- É só carinho. – Dei de ombros, sentindo meus olhos arderem. – Allie, o final do mês está chegando...

- Oh querida, não chore!

- Droga, eu ando tão chorona nesses últimos dias!

[...]

Fechei os olhos, sentindo a brisa quente trazendo o cheiro do mar.

Allie, o final do mês está chegando...

Grunhi baixinho.

- O que foi? – Edward indagou, passando o braço ao redor do meu ombro – Porque está tão calada?

- Não é nada. – Brinquei com o tecido da minha saída de praia.

- Bella, eu te conheço desde... Sempre. – Suspirei com o lindo sorriso torto que ele me abriu. – Vamos, me conte. Sou seu melhor amigo, se esqueceu?

Sorri fraquinho.

Melhor amigo.

- Não é nada, é sério. – Tentei parecer convincente, mas não deu muito certo.

Edward torceu os lábios e colocou meu cabelo para trás de minha orelha.

- Você deve estar se cansando de ficar aqui, não é? – Indagou baixinho.

- Claro que não, estou adorando estar aqui, entende? – O olhei, mordendo os lábios – Só que os dias estão se passando... Não sei como vai ser quando voltarmos a ser o Edward e a Bella.

- Do que... – Ele franziu a testa por alguns segundos – Seremos o Edward e a Bella de sempre, querida.

- E se... – Me calei, procurando as palavras certas – Não sei, vai ser impossível voltar como antes.

Edward me fitou sério.

- Por quê?

- Porque nós já não somos mais os mesmos – Desviei os olhos, fitando o mar – Nada mais é mais o mesmo... O que eu sentia antes... Mudou, para pior.

- O que você sentia? Bella, seja mais clara, por favor.

Fechei os olhos por alguns segundos. Eu sabia que aquela era a chance. Aquela era a chance de contar tudo a ele e de deixar claro também que não desistiria.

- Digamos que eu sempre fui...

- Foi? – Me incentivou a continuar.

- Eu sempre fui ap-

Parei de falar quando Emmett gritou, correndo em direção a nos.

- EDWARD! BELLA!

Me levantei, com raiva do meu cunhado. Droga, ele tinha que atrapalhar bem agora?

- O que foi Emm? – Edward indagou, também se levantando.

- Você tem visita. – O grandão bufou, inflando as grandes bochechas vermelhas. – O maldito primo de Bella está ai.

- Meu... Primo? – Travei, surpresa.

- Sim. – Emmett travou o maxilar – Jacob Black, ele é seu primo não é? Bom, o idiota disse que é, então deve ser.

- Jacob está aqui?

Observei Edward sorrir, pegando-me pela mão e arrastando-me em direção a casa.

É, foi melhor Emmett ter chegado.

POV Edward

Entrei na sala, vendo Jake no centro da sala, conversando com minha mãe.

- Bella seu primo veio te ver.

Olhei para Jacob e não pude evitar sorrir.

- Meu... – Apertei a mão de Bella, que me olhou torto. – O que faz aqui Jacob?

Ele sorriu, piscando disfarçadamente.

- Eu estava na cidade, e ontem quando ligou e comentou que estava aqui em Miami eu pensei “Porque não ir visitar minha amada priminha que não vejo há tempos”...

Bella soltou um grunhido. Eu sabia que ela e Jake não se davam bem e o fato dele estar sendo irônico estava irritando-a.

- Bom, já me viu, agora pode ir embora.

- Bella. – A repreendi, vendo-a rolar os olhos.

- Querida não se preocupe. – Minha mãe sorriu, virando-se para Jake em seguida. – A casa é grande e tem vários quartos desocupado, se você quiser Jacob pode ficar conosco.

- Eu não pretendia. – Jake sorriu para mim – Mas estou exausto.

- Oh, que maravilha. – Mamãe comemorou. – Querido, porque não leva o primo de sua namorada a um dos quartos de hospedes enquanto preparo algo para comermos.

- Claro m...

- Não. – Bella se adiantou, indo até Jake e enlaçando sua cintura, o que o surpreendeu. – Deixe isso comigo, não é priminho querido?

- Claro Bells.

Observei os dois subindo e quando estava subindo também uma mão pousou em meu ombro.

- Não vai lá. – Meu irmão franziu a testa – Aquele cara não é... – Travou o maxilar – Uma boa companhia.

Emmett tirou a mão do meu ombro e a fechou em punho, socando a palma de sua outra mão.

- Apenas ouça o conselho do seu irmão mais velho, caso não queira ser bullynado por um...

- Um o que Emm?

Meu irmão não disse nada, apenas socou de leve meu ombro.

- Apenas fique longe dele. Vou procurar Rose.

- Tudo bem.

Assim que Emmett sumiu eu subi as escadas correndo, tentando entender o porque daquela atitude do meu irmão. Jake era gay, assim como eu, mas suas atitudes nunca o denunciavam como tal, tudo bem que Emm sempre teve certa desconfiança de mim, mas nunca teve provas e para eles Jake era “primo” de Bella, eu nunca me envolveria com “o primo da minha namorada”.

Cheguei ao quarto de hospedes e abri a porta. Bella e Jacob ficaram calados e se afastaram prontamente. Arqueei as sobrancelhas.

- Espero que não briguem aqui. – Sussurrei, entrando e fechando a porta.

- Não estávamos brigando Ed. – Jake piscou. – Minha priminha só estava me dando boas vindas, não é Bella?

Ela não falou nada, me olhou com o rosto vermelho e saiu do quarto esbarrando em mim.

- O que houve? – Indaguei.

- Não foi nada. –Jacob garantiu se aproximando e tocando meu braço – Gostou da surpresa?

- Não devia ter vindo sem avisar. – Cruzei os braços sobre meu peito – Meus pais podem desconfiar.

- Eu pensei nisso. – Sorriu torto, me fazendo suspirar – Por isso vim visitar minha priminha querida.

Não consegui segurar e ri, com ele me acompanhando.

- Ela está irritada. – Garanti.

- Bella vive irritada. – Sentou-se na cama. – Podemos sair para fazer algo hoje à noite? – Abriu os botões de sua camisa, retirando-a. – Acho que precisamos de um tempo para conversar.

- Ok. – Desviei os olhos e me virei – Vou tomar um banho e me trocar. Logo saímos.

- Certo. – Mordeu os lábios, sorrindo. – Quer companhia?

- Jacob. – Franzi a testa – Por favor, estamos na casa dos meus pais e todos estão em casa.

- Ok, não custava tentar, certo? Estou com saudades.

- Então nos encontramos daqui a pouco lá embaixo. Não arrume encrenca com Bella, ela está sendo incrível.

Sai do quarto e fui para o meu. Bella não estava lá. Separei minha roupa, deixando-a sobre a cama e fui para o banheiro.

Abri o registro, deixando a água quente cair sobre meu corpo.

Eu estava confuso. Quando vi Jacob não foi mais como antes... Quando eu perdia o ar e me sentia nervoso. Foi tão... Sem graça.

Encostei minha cabeça na parede, tentando raciocinar. Ele havia vindo atrás de mim porque devia realmente gostar de mim. Obvio que gostava! São muitos anos juntos, ele não estaria comigo se não nutrisse um sentimento forte, mas agora havia Bella. Havíamos nos entregado um ao outro. Tudo bem que ela era minha melhor amiga, mas foi ela quem me levou ao delírio, mostrando-me novas sensações jamais sentidas por mim antes.

Eu sabia que ela não sentia nada por mim a não ser amizade, mas era estranho... Eu ser gay, ter um namorado e estar transando com minha melhor amiga sem qualquer tipo de remorso.

Isso era o que mais me confundia. Eu devia estar arrependido por tudo isso... Jake e eu estávamos – e estamos – dando um tempo, mas não era motivo para eu me deitar com outra pessoa, muito menos gostar disso e querer loucamente por mais.

Abri meus olhos quando senti pequenas mãos quentes deslizando por minha barriga.

- Porque não me disse que ele ia vir?

Me virei, vendo Bella nua e encostada a mim.

- Eu... Não sabia.

Ela retirou os olhos do chão e assentiu devagar, subindo suas mãos por meu tórax, causando calafrios e arrepios em mim.

- Bells... – Eu gemi apertando-a contra meu corpo – Pare...

Ela não se afastou, pelo contrario, pendurou-se em meu pescoço, roçado seu corpo contra o meu, fazendo-me perder qualquer juízo. Enlacei sua cintura, erguendo-a do chão e prendendo-a em mim. Seus dedos agarraram meus cabelos, puxando-os.

Rodei nossos corpos, prendendo-a contra a parede, beijando sua boca macia e pecaminosa.

- Oh Ed... – Ela gemeu roçando em meu corpo novamente. Desci minha mão por sua barriga, alcançando seu seio e o acariciando.

Bella suspirou, descolando nossos lábios e jogando a cabeça para trás.

Desci minha boca por seu pescoço até alcançar seu seio, substituindo minha mão por meus lábios.

- Você me faz perder o controle... – Sussurrei baixinho, agarrando sua coxa e abrindo-a para mim.

- Edward, por favor... Vem.

- Eu vou Bells.

Apertei sua cintura penetrando-a devagar. Bella voltou a gemer, agarrando-se a mim, movendo seu corpo juntamente com o meu.

Nossos lábios se encontraram. Abri os olhos e fitei os seus castanhos, vendo-a revirá-los loucamente.

- Oh...

Não demorou muito para que atingíssemos nosso máximo. Assim que nos recuperamos a coloquei no não, apoiando-a na parede e colocando meu corpo contra o seu para que não caíssemos.

Seu pequeno rosto se escondeu em meu peito. Alisei seus cabelos puxando-a para baixo da água quente.

Ficamos assim por alguns minutos, até que a realidade me atingiu.

- Preciso sair e me trocar. – Retirei meus braços que enlaçavam sua cintura.

- Vamos sair? – Ela indagou enquanto eu saia do boxe e me enrolava na toalha.

- Não sei se é uma boa idéia você ir. – Suspirei, enxugando meus cabelos – Jacob e eu precisamos de um tempo a sós, para conversar.

Ela não responde, apenas ficou de costas para mim. Sai do banheiro e me troquei. Quando enfim terminei Bella ainda não havia saído do banho.

- Bella? – Chamei tentando abrir a porta, mas não consegui, a mesma estava trancada. – Você está bem? Bella?

- Sim, eu... – Ela falou baixinho – Me deixe Edward.

- O que está havendo? Está passando mal? Abra essa porta.

- Eu só... Só... – Sua voz morreu e eu me preocupei – Estou me depilando.

- Ah. – Ri baixinho – Ok, vou deixar você ai.

[...]

Dobrei a manga da minha camisa e alisei meus cabelos.

- Você está fantástico. – Jacob piscou.

- Obrigado. Vamos.

Desci as escadas, encontrando minha mãe e Bella na sala.

- Mãe vou levar Jacob para dar uma volta por Miami.

- Sua namorada não vai? – Minha mãe olhou para Bella.

- Convidamos ela, mas minha priminha disse estar indisposta.

- É Esme. – Minha amiga confirmou, cerrando os olhos.

- Ótimo, vocês estão indo embora e quase não tivemos tempo para ter aquela conversa de sogra e nora.

- Bom, vamos indo. – Anunciei, me aproximando e beijando a testa de minha mãe e a de Bella.

- Edward, não precisa ficar com vergonha, Jake é meu primo amor, não me pai, vem tigrão, quero meu beijo.

Suspirei surpreso. Olhei para Jacob que fechou a cara. Franzi a testa para Bella. O que ela estava querendo com aquilo?! Hello, Jacob estava ali... Era isso, claro. Bells o odiava, obvio que não perderia a oportunidade de fazer aquilo.

- Vamos Edward, vocês fazem isso o dia todo. – Minha mãe só piorou as coisas. – Mas se está tímido mamãe promete não olhar. – Tapou o rosto com as mãos, deixando espaços entre os dedos que davam visão a ela de tudo.

Voltei a fitar Jacob, que apenas travou o maxilar.

- Ok.

Me abaixei, aproximando meus lábios dos de Bella. A louca agarrou meu pescoço, espremendo sua boca contra a minha de maneira que devia ser proibida. Sua língua entrou em minha boca, entrelaçando-se com a minha. Tentei me afastar, mas ela me impediu.

Quando o ar faltou Bella me empurrou.

- Agora sim tigrão. Te vejo mais tarde.

Olhei para Jacob que disse poucas palavras, despedindo-se e dizendo que me esperava lá fora.

- Tchau – Me afastei. – Mais tarde quero conversar com você.

- Ok, volte logo para mim. – Piscou.

POV Bella

Abri meus olhos devagar, fitando o relógio. Ao invés das horas passarem devagar, como é o que acontece quando estamos ansiosos por algo, o ponteiro do relógio corria, trazendo consigo a manhã, os som dos pássaros cantando, os raios de sol... Menos Edward.

Senti meus olhos começarem a encher de lagrimas novamente só de imaginar o porquê de toda aquela demora. Ele estava com Jacob e sabe-se lá o que passaram a noite e toda madrugada fazendo.

Me sentei na cama, limpando meus olhos e ajeitando meus cabelos. Eu estava acabada.

- Sua burra. – Ralhei comigo mesma, empurrando as cobertas – Eu devia saber que não daria certo...

Saltei da cama, indo em direção ao closet e puxando de lá algumas mudas de roupas que eu havia deixado separado e enfiando dentro da minha mala, deixando para fora apenas uma calça jeans, minha sandália e uma blusinha.

Fui para o banheiro e tomei um banho rápido. Eu não conseguiria encarar Edward e prosseguir com essa farsa depois do ocorrido. Havíamos feito amor no banheiro antes dele sair e como se não tivesse significado nada ele havia ido para a cama com outro.

Eu cansei. Fui idiota durante muito tempo, esperando que ele realmente abrisse os olhos e percebesse meus sentimentos por ele, me sujeitando a tudo isso.

Eu podia ficar ali e agir como se nada tivesse acontecido, tendo a chance de tê-lo tão junto a mim novamente, mas eu não me sujeitaria a tanto. Eu ia inventar alguma desculpa para que pudesse ir embora mais cedo.

Era melhor assim. Meu ódio e a raiva por ter sido “trocada” por um cara era grande, por isso era melhor que eu fosse embora antes que os visse e fizesse algo que prejudicasse Edward.

Depois de um banho rápido, me troquei. Quando me preparei para sair do quarto a porta foi aberta.

- Bella? - Edward franziu a testa, passando a mão pelos cabelos. Sorriu torto. Estava visivelmente feliz - Vai sair a essa hora?

- Estou indo embora. - Puxei minha mala de rodinha, tentando passar por ele, que bloqueou a passagem.

- O que? Porquê? - Indagou confuso.

- Edward me deixe em paz, ok? - Minha voz morreu. Ergui o rosto para encará-lo, vendo-o mais confuso ainda. - Eu cansei de brincar, agora me deixe ir. Diga aos seus pais que sua "namorada" precisou voltar mais cedo.

Tentei passar novamente, mas ele segurou meu braço.

- Não. - Grunhiu - Mas que porra está acontecendo? O que houve? Porque vai embora? Bella! - Passou a outra mão pelos cabelos - Não vou dizer nada aos meus pais, porque você não vai, vai ficar comigo aqui.

- Me solte. - Puxei meu braço, empurrando-o e saindo do quarto.

- BELLA! - Me chamou, enquanto eu descia as escadas. Não consegui segurar as lágrimas. - Ei, porque está chorando. - Me alcançou nos últimos degraus. - Estou enlouquecendo. Diga-me! O que está acontecendo? Porque está chorando?!

- Você quer saber mesmo? - Ri sem humor, enxugando meu rosto. Mas não foi necessário eu falar nada. Jacob apareceu no topo da escada.

- O que está havendo? Porque estão gritando? Querem acordar a todos?

- Cala a boca seu cachorro idiota! - Gritei, irritada. - Estava tudo ótimo, até você aparecer seu infeliz!

- Bells, não fale assim com Jake.

- O que aconteceu? De quem são esses gritos.

Olhei para a escada e vi que nossa platéia havia aumentado. Carlisle, Esme e Emmett estavam ali.

- Não é nada. - Edward sorriu constrangido - Podem ir deitar e...

- Não, fiquem aqui! Porque eu não tenho nada a esconder, não é Edward?

- Bella... - Ele sussurrou cerrando os olhos para mim.

- O que? - Abri os braços - Está com medo que eu conte?

- Contar o que?

- Não é nada, minha prima está descontrolada.

- Cala a porra da sua boca Jacó! - Grunhi - Eu não sou sua prima! - Rosnei para ele e voltei a encarar Edward, que me olhava receoso. - Sabe qual é o seu problema? - Meti meu dedo em seu peito e depois apontei para os pais dele. - Você se diz preocupar com o que os outros irão achar de você, mas isso não é verdade. - Desabafei, enxugando meu rosto e vendo-o negar com a cabeça incrédulo, como se não estivesse acreditando em tudo o que eu estava falando. - Você acha que não vai ser aceito por que sua família tem preconceitos, mas é VOCÊ quem tem preconceitos contra si mesmo.

- Isabella.

- Eu vou embora ok? - Mordi os lábios - Sei que estraguei tudo, mas é melhor assim. Eu não vou conseguir mais ficar ao seu lado como apenas uma "melhor amiga". Eu quero mais, sempre quis mais! Eu sempre fiz de tudo por vocês e como você retribui?

- Edward do que Bella está falando? - Carlisle indagou tão confuso quanto os outros.

- Você sempre soube que seria assim! - Contestou ignorando o pai. - Você não devia ter aceitado.

- VOCÊ TEM RAZÃO. - Gritei, vendo Jacob arquear as sobrancelhas com um sorriso irônico. - MAS A IDIOTA AQUI ACHO QUE VOCÊ PODERIA AMÁ-LA DA MESMA MANEIRA QUE ELA TE AMA DESDE A OITAVA SÉRIE. MAS NÃO! PARA VOCÊ O QUE NÓS TIVEMOS NÃO VALEU DE NADA! TODOS NOSSOS MOMENTOS JUNTOS...

Ele olhou para cima, e agora Jacob já não estava com o sorriso sacana de antes. Edward pareceu pensar por alguns segundos. Tentei descer os últimos degraus, mas fui segurada de novo.

- Você disse que era apenas sexo Isabella! - Retrucou indignado.

- EU MENTI OK? - Joguei as mãos para o ar desesperada - ACABOU EDWARD, ACABOU.

- Acabou o que? - Ele sussurrou - As mentiras?! Acabaram. Minha vida?! - Olhou para cima, vendo seus pais nos olhando. - Talvez agora sim Bella, tudo tenha acabado. - Deu de ombros - E você talvez também esteja certa. Eu tenho medo de realmente dizer que não sou o que pensam ou o que querem. Desculpe se eu te iludi, mas nunca pedi para que me amasse... Apenas pedi para que você mentisse ser minha namorada. - Esme arfou e Carlisle se apoiou no corrimão. - Só que levamos isso longe demais.

Olhei para ele sem saber o que falar.

- Me solta, vou embora. - Mordi os lábios - Poderia ter tido pelo menos a consideração de não sair com seu namorado enquanto estávamos envolvidos e não havíamos colocado um ponto final em tudo.

- Namorado? - Emmett soltou. - Então...

Edward me soltou, puxei meu braço e desci os últimos degraus, indo em direção da porta, destrancando-a e saindo. Eu havia ligado para o taxi no quarto e ele já estava ali.

- Espero que esteja feliz Bella. - Foi a ultima coisa que ouvi Edward dizer.


12 comentários:

Luuh Petters disse...

AMEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEI, ja tava com saudades da fic!!!

Lika disse...

E a Caah tem a cara de pau de dizer que não ficou lá aquelas coisas. Eu AMEEEEEEIIIIIIIII.

Carollyne Fernandes disse...

chorandooo , aiii Cah vc nao fez isso nao acreditoo chorandoo mtttttt ahahaha fico perfeitoo mas ahahahahahahhaha OMG nao acreditoooooooooo por favor posta logooo e nao seja má

tah cullen disse...

ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh meu deus como vc para a fic ai menina isso tah de mais mesmo a tadinha da bella e esse edward idiota como ele pode ir ficar como JACO´ a bella tem rasao ele naum merece ela.]

posta logo plis anciosa aki por mais..

venha logo capitulo 10

Paulinha disse...

OMG. O.O CAAAAAAAAAAH, se faz de propósito né? Acabar o capitulo assim. D:

Aposto que agora o Edward vai culpar a Bella e não vai mais querer saber dela. ¬¬
Idiota, tadinha a Bella. "/

O capitulo ficou incrivel Cah, amei. *-*

Anônimo disse...

ohhhh finalmente novidades desta fic, bom amei espero é k venham mais capitulos logo logo, kero ver a cara de Jacó kando descubrir k Bella ta gravida ahahahahahha....

bjinhos cris

MoohCelestino disse...

aaaah preciso da continuação o quanto antes que em um piscar de olhos apareça outro capítulo, :( num apareceu adorei e tomara que a Bella tenha ficado gravidinha por que eles não se preveniram no banho rara.

Anônimo disse...

mais fanfic!!! Capítulo 10 vem logo!

Anônimo disse...

tá maravilhosa!!! Não demora tanto pra postar, vai?! não nos torture! É uma das melhores fics que já vi! bjokas Mônica

Anônimo disse...

Li a fic toda de uma vez depis de uma indicação no Cantinhao das fics no facebook e simplesmente amei. Restou uma vontade enorme de quero mais!!!

Anônimo disse...

Finalmente descobriram a verdade espero os capitulos seguintes

Anônimo disse...

Por favor não demora p postar está ótima.

Postar um comentário