Bem vindos ao Fanfics da Cah. Sou Camila Cocenza, futura garota de programa! E não, não é o que estão pensando, apenas pretendo cursar Engenharia da Computação. Para mais informações: cahcocenza@hotmail.com

19/11/2011

Capitulo 6 - Desculpa se eu te amo

N\B Olá, sou "irmã" da Cah, bem, ela tá sem computador, então vim postar. Ah, e a proximo capitulo que vem ai é de Always! 

Ele ficou mesmo excitado. Ok, eu sou fodona!

- Eu... Eu vou no banheiro e já volto.

Assim que ele correu para o banheiro me joguei na cama rindo silenciosamente.

Agora sim eu tinha um motivo para lutar por Edward, afinal, se ele realmente fosse gay não teria tido uma ereção.

Sim. Decidi que vou fazer Edward virar homem, e então ele será todo meu...

Capitulo 6

Tentei disfarçar o riso, enquanto observava Edward andar de um lado para o outro do quarto.

- Jacob, eu já disse que não sei onde meu celular está...

Sim, os dois estavam discutindo. Meu tigrão passou a mão pelos cabelos nervoso e tentava fazer Jacob acreditar que ele havia perdido o celular.

Quase rolei na cama de rir, ai meu Deus, se ele soubesse o que realmente aconteceu com o celular... Ele me mataria.

- Ok. Jacob, não quero mais discutir com você... – Mordi os lábios, vendo as bochechas dele ficarem coradas, aquilo era tão típico dele quando estava nervoso – Se você não confia em mim, tire esse mês que vou ficar fora para repensar em nossa relação. Se quer ficar mesmo comigo tem que aprender a confiar em mim. – Ele ficou em silêncio, ouvindo o que Jacob dizia – Não, Isabella não está fazendo minha cabeça... Jacob!... Não, não estou criando desculpas para terminar com você... Urgh!Quando você amadurecer, me ligue.

Meu sorriso aumentou quando ele desligou o celular bufando e se sentou na cama, de costas para mim.

Ok, hora de ser uma boa amiga.

Me aproximei dele, abraçando-o por trás e sentindo-o ficar rígido.

- Não fica assim... – Beijei sua bochecha – Jacob é um idiota. – Ele não respondeu, apenas ficou calado. – Ei tigrão, não fica assim, vai, levanta a bunda daí e vamos para a praia, li em algum lugar que vai ter um luau bacana, podemos beber um pouco, esquecer os problemas...

Edward riu rolando os olhos.

- Acho melhor não, você sabe o que aconteceu da ultima vez que decidimos sair para... hm... relaxar.

- Edward aquilo foi um acidente – Sorri. Foi um acidente muito, muito gostoso, mas ele não precisava saber daquele detalhe – Qual é somos adultos e vacinados, e além de tudo, amigos. Quem sabe você não encontra um cara bonito por ai?

- Bells...

- Vou convidar Allie. – Estalei um beijo na bochecha dele. Saltei da cama e corri para fora do quarto antes que ele dissesse não. Entrei no quarto dela sem bater.

- Oi! – Cantarolei indo em sua direção e sentando-me na sua cama.

- O que faz aqui?

- Vim te convidar para ir comigo e com Edward a um luau que vai ter na praia.

- Não sei... Não estou falando com aquele infeliz, discutimos...

- Por favor! – Agarrei a mão dela – Eu meio que descobri que seu irmão ainda não é totalmente gay.

- Como? – Franziu a testa confusa.

- Ontem nos dois transamos.

[...]

- Você está falando mesmo a verdade?

- Sim Esme. – Afaguei o ombro dela. – Eu estou menstruada, isso indica que não estou grávida.

- Não acredito em você. Sei que está tentando manter meu neto longe de mim porque sabe que ele me amara mais do que te amara.

Eu já disse que tenho uma sogra louca? Pois é! Obvio que eu estava mentindo, eu não estava menstruada, só estava tentando tirar aquela idéia da cabeça dela... Eu? Grávida?! Puff!

- O que vou ter que fazer para te provar isso? – Gemi, frustrada.

- Tenho que ver para crer.

Arregalei os olhos.

- Quer que eu... – Franzi a testa – Te mostre meu... Hm... absorvente?

- Não. – Ela riu – Vou comprar testes de gravidez.

- Ok. – Torci os lábios. – Mas vou logo avisando, vai perder dinheiro à toa.

Ela fingiu ou não me ouviu, já que saiu falando sozinha sobre roupinhas, enxoval e tudo mais.

- Bella... – Virei para trás e sorri para Edward.

- Oi tigrão. – Pisquei.

Ele riu.

- Aquele convite para o luau ainda está de pé?!

Assenti, caminhando até as escadas e o abraçando pela cintura. Ele estava mais alto do que eu já que estava no ultimo degrau.

- Claro que sim, já convidei todo mundo. Emm, Jasper, Aliie, Rose...

- Espera. Alice vai? – Franziu a testa confuso.

- Oh sim. – Sorri maliciosamente. – Falando nisso, tenho coisas importantes a tratar com ela, te encontro depois.

- Tudo bem. – Edward me deu um beijo na bochecha, fazendo meu corpo todo se arrepiar. Alisei suas costas e cedo demais nos afastamos.

Subi as escadas rapidinho, balançando a cabeça para apagar aquelas lembranças daquela noite deliciosa que tivemos.

Oh Deus!

- OMG! – Sai do quarto de Alice, que eu havia entrado sem bater.

- BELLAA! – Ela berrou. Eu ri, ficando encostada na parede. Logo a porta abriu, e um Jasper descabelando foi empurrado para fora. – Depois a gente termina amor, Bella e eu temos que fazer um Brainstorming.

- Hãm? – Ele e eu indagamos confusos.

- Tchau Jazz.

Fui puxada para dentro do quarto pela baixinha.

- O que é um Brainstorming?

- É só “Uma tempestade de idéias”, precisamos planejar passo a passo de como você seduzirá meu irmão.

- Eu posso fazer isso sozinha ok?

Minha cunhada rolou os olhos.

- Com esse cabelo ruim? Essa pele seca... E olha essas unhas! – Alice bateu o dedo indicador nos lábios. – Se bem que o corte do seu cabelo te salva. Onde cortou?

- Edward. – Pisquei, mordendo os lábios – Seu irmão tem talento.

- É. – Ela sorriu. – Mas me conte, o namorado de Edward é mesmo o Jacob Gostosão Black?

- Alice! – Bufei, rolando os olhos – Sim, é ele.

- Oh meu Deus! O que está acontecendo com esses homens gostosos?

- Da para calar a boca?

- Ciumenta... – Ela riu – Sabe que todos nós sempre apostamos que você gostasse do Edward? Desde o colegial.

- Era tão perceptível assim?

- Bom, você babava nele... E às vezes ficava daquele jeito que me dava medo, sabe você nunca me disse o que é isso, parece que você está viajando e...

Ela continuou a tagarelar, e eu gemi. Por que fui pedir a ajuda daquela doida?

POV Edward

- Ei o que está acontecendo com você? – Meu irmão se aproximou, com a bola nas mãos.

- Não estou com cabeça para jogar Emm. – Me sentei na areia, olhando o mar.

- O que houve? – Ele sentou ao meu lado. – Já sei... Bella resolveu fechar as pernas? Droga... Também fico super deprê quando Rosalie faz isso e...

- Ei. – Ri, impedindo-o de prosseguir com aquele papo. – Não é isso, são outros problemas.

- Quer desabafar?

- Eu gostaria, mas você não entenderia.

Suspiramos juntos. Eu bem que queria desabafar com ele, mas imagina como meu irmão reagiria se eu dissesse que estava triste porque estava com problemas em um relacionamento, que não era com Bella, mas sim com Jacob, o cara que meu irmão mais odiava no colegial... De uma, ou eu apanhava, ou ele me afogava no mar.

Às vezes eu simplesmente tinha vontade de jogar tudo para o auto e assumir meu namoro com Jacob, mas era difícil... Eu tinha medo do modo como meus pais, meus amigos, e conhecidos reagiriam, na verdade, o que mais me amedrontava era Carlisle. Meu nunca foi preconceituoso, mas nunca foi a favor que duas pessoas do mesmo sexo se relacionassem, imagine o que ele descobrir que eu sou uma dessas pessoas?

- Então, planos para hoje à noite? – Indagou, batendo seu ombro no meu – Poderíamos sair para beber, azarar...

- Emmett. – Ri, esticando minhas pernas e limpando minha mão, retirando à areia. – Somos homens comprometidos.

- Eu sei, só queria saber sua resposta. – Piscou, e logo em seguida se levantou. – Agora sim eu sei que você foi adotado...

- McCarty! – Resmunguei, mas acabei rindo. – Você nunca vai mudar hein.

- Esse é meu charme maninho.

- Bella está querendo ir a um luau que vai ter na praia.

- Maneiro, vou também. – Sorriu largamente. Eu até tiraria ele, dizendo que não o convidei, mas Emm era 2 vezes maior que eu, me daria uma coça! – Levante essa bunda magrela daí e amos jogar bola...

Me levantei sorrindo, ele chutou a bola para mim, eu a matei no peito lhe devolvi.

- Saca só como seu irmão ainda manja muito no futebol! – Ele fez algumas embaixadinhas e logo depois colocou a bola na nuca. Aproveitei o momento para entrar em um assunto com ele.

-Você ainda é tão bom quanto no colegial... – Sorri – Você não acredita quem eu vi esses tempos atrás.

- Sou bom no futebol, não em psicologia. – Ele notou o quão confuso fiquei e rolou os olhos, mandando a bola para mim – Sabe psicólogos que lêem mente, agora conta ai, quem você encontrou?

Suspirei inseguro, eu devia ou não prosseguir com aquele papo?

- Jacob. – Passei a bola para ele que a deixou cair no chão.

- Jacob? – Travou o maxilar – Jacob Black?

- Aham... – Corri até ele, empurrando a bola entre suas pernas, mas Emm nem se moveu.

- Juro que se um dia eu tiver a sorte em esbarrar com esse filho da puta, quebrarei ele todinho.

- Nunca entendi seu ódio por Jacob...

- Não quero falar sobre isso. – Emm deu um longo suspiro e logo relaxou as mãos que estavam em punhos – Ei viadão, vou te ensinar a dar um “vão” no grande Emm.

Arregalei os olhos quando ele veio correndo em minha direção. Sai no pinote, sendo perseguido pelo meu irmão. Dei uma olhada para trás e o vi se jogando sobre mim. O desnaturado agarrou minhas pernas, derrubando-me de cara na areia.

Ri, cuspindo, tentando tirar a areia que entrou em  minha boca.

- Emmett! – Resmunguei sob seu corpo – Sai de cima de mim, seu cavalo.

- Vamos relembrar os velhos tempos... – Riu, travando meus braços em minhas costas. – Só vai sair se pedir água... ou melhor, só vai sair depois que dizer “Meu irmão é fodão, gostosão e o melhor”.

- Emm... – Suspirei derrotado, pronto para pedir arrego, mas antes disso ele saiu de cima de mim.

- Ai, ai, ai...

Ri ao ver minha mãe puxando meu irmão pela orelha.

- Do que está rindo?

- Ai, ai mãe... – Choraminguei, também sendo agarrado pela orelha.

- Vocês são surdos? Não ouviram quando eu ordenei que passassem protetor solar? Querem pegar um câncer de pele? Uma insolação? Eu não quero ouvir vocês chorando por estarem assados.

- O que está acontecendo aqui?

Implorei ajuda com os olhos para Bella, que ria da situação.

- Esses dois bebezões que não obedecem à mãe, quando seu filho nascer você vai entender.

Bella e eu rimos. Minha mãe era mesmo impossível, quando coloca algo na cabeça ninguém tira...

- Eu te ajudo com isso. – Bells pegou um protetor solar que estava na areia e me puxou pela mão. A observei jogar um pano no chão e se sentar. Bella estava linda usando um vestido um tanto transparente, que deixava suas curvas a mostra.

Me sentei de costas para ela.

- Tentei enganar sua mãe hoje mais cedo. – Bells murmurou baixinho deslizando sua mão por minhas costas. – Inventei que estava menstruando e por isso não estava grávida, mas ela não acreditou em mim.

- Relaxa Bella. Logo esse mês passa, vamos embora. E, além disso, eles também perceberam que você não está grávida.

Ela deu um longo suspiro e deslizou suas mãos para meu peito, deixando-me arrepiado e envergonhado.

Bells riu, encaixando seu queixo em meu ombro, mas logo suspirou. Deixei meu corpo relaxar contra o dela.

- O que seria de mim sem você flor?

Ela riu novamente.

- Um homem sem orelha?

Sorri. Mas não era exatamente a isso que eu estava me referindo. Eu devia muito a Bella, ela sempre estava ao meu lado nos momentos que mais precisei... Livrou-me tanto de ficar sem orelha como também de não vir passar as férias com meus pais mais um ano, se passando como minha namorada. Eu tinha uma amiga e tanto. Até transar já transamos...

- Do que está rindo? – Ela indagou.

- De nós dois, sabe... – Dei de ombros – Eu realmente não existo sem você, Bells, você é minha melhor amiga, sempre disposta a me ajudar, me livrar dos meus problemas... – Me virei, sorrindo – E bom, até transar já transamos, algo que eu nunca havia feito antes com uma mulher. Tenho certeza que não teria sido tão bom se não tivesse sido com você.

- Foi bom? – Bella mordeu os lábios.

- Foi estranho, mas ao mesmo tempo bom. – A abracei. – Se tivesse ocorrido com outra pessoa, eu jamais voltaria a olhar para ela novamente, mas como você mesmo disse, somos amigos.

- É somos amigos. – Assentiu. – Só amigos.

- Sim. – Baguncei seus cabelos – Melhores amigos.

- Pois é. – Alisou meu rosto, enquanto me olhava de uma forma estranha, mas isso vindo de Bella era normal, ela era extremamente estranha. Porém, logo ela se afastou, levantando-se. – Passe protetor no rosto, vou entrar.

- Não vai aproveitar o sol?

- Alice falou que vai desidratar meus cabelos e mais tarde ficará mais difícil de dar um trato “nessa coisa”, palavras dela.

- Seu cabelo é perfeito. – Me levantei também, abraçando-a pela cintura e grudando nossos corpos. Olhei para o lado e percebi que minha mãe e Emm nos olhavam atentamente. – Bells, posso te beijar?

- O-o-o-o-o que?

- Meu irmão e minha mãe devem estar esperando por isso. – Acenei levemente com a cabeça, em direção a eles.

- Ah sim, claro.

Suspirei, beijando primeiro sua bochecha. Bella era uma ótima atriz! Fechou os olhos e embolou os dedos em meus cabelos. Timidamente, rocei meus lábios nos dela, sentindo-a se apertar ainda mais contra meu corpo.

Deslizei minha língua por entre seus lábios quentes e macios. Na real, sempre fiquei um pouco enojado me imaginando beijando uma mulher, mas com Bella era diferente, aquilo não parecia errado... Era até... Bom.

Encerramos nossa encenação com alguns selinhos.

- Eu vou sair e você me da um tapa na bunda. – Ela sussurrou em meu ouvido.

- O que? – Indaguei confuso.

- Edward, apenas faça! É coisa de homem...

- Ok.

Esperei Bells dar de costas rumo à casa de praia dos meus pais e aproveitei para lhe dar um tapa na bunda.

Ouvi risadas atrás de mim. Virei e meu irmão me fez um sinal de positivo, já minha mãe parecia indignada.

Sério, “homens” são estranhos...

POV Bella

- Bella... – Alice me cutucou, rindo – Para de suspirar.

- Impossível. – Dei de ombros – Seu irmão beija super bem.

- Certo, mas já faz horas que se beijaram e você ainda não parou de suspirar.

Rolei os olhos. Qual o mal em ficar suspirando? Eu estava soltando muito gás carbônico no mundo? Se dependesse de mim, teríamos feito muito mais coisas naquela praia.

==== Imaginação fértil de Isabella Swan ON ====

- Bella, posso te beijar? – Ele me perguntou.

- Pode beijar, cheirar, chupar, morder, lamber o que você quiser!

Edward me deu aquele sorriso torto que tanto me fazia soltar gás carbônico no mundo.

- Eu sei que posso e vou fazer. – Piscou, aproximando sua boca da minha – Mas não aqui, mamãe e Emm estão ali. À noite, vou te jogar em nossa cama e te maltratar muito, te morder, lamber e chupar todinha.

- Não podemos ir agora para o quarto?

==== Imaginação fértil de Isabella Swan OFF ====

- Bella, já estamos no quarto. – Alice me olhou assustada. – Estava viajando de novo não é?

Balancei a cabeça negando, mentindo. Droga, eu precisava parar com aquilo! Até capaz que um dia Edward iria me dizer coisas assim... Até capaz que um dia ele voltaria a transar comigo.

- Eu quis dizer para descermos. – Inventei uma desculpa. – Ao invés de falar sala disse quarto.

- Hm. – Allie me olhou desconfiada, mas assentiu. – Vamos, Jasper e os outros devem estar esperando por nós.

- Vamos.

Saímos de seu quarto e demos de cara com Edward. Ele sorriu torto, passando a mão nos cabelos.

- Oi.

Alice virou o rosto e saiu andando. Quase ri, mas me contive.

- Oi. – Mordi os lábios.

- Ela ainda está chateada comigo, não é? – Meu tigrão fez um biquinho lindo, tive vontade até de morder.

- Sim, mas logo vocês se entendem, agora vamos.

- Vamos? Para  onde?

- Para a sala Edward, todos devem estar nos esperando. – Toquei seu peito – Ou você prefere ir para o quarto?

- Ahm?

- Vem, vamos logo... – Antes que eu faça uma burrada, pensei. Droga, ele estava tão gostoso.

- Certo.

Segurei sua mão e descemos juntos as escadas. Emmett ria de alguma coisa e Alice bufava.

- Podemos ir. – Sorri.

Rosalie estava linda em um vestido azul anil, agarrada a Emmett que também estava lindo em uma bermuda jeans e uma camisa pólo.

Felizmente o local onde ia ocorrer o luau não ficava tão longe da casa dos meus sogros. Fomos a pé mesmo, caminhando pela beira da praia e rindo das coisas idiotas que Emmett nos dizia.

Olhei para Edward que estava com os dedos entrelaçados aos meus, admirando-o. Ele estava lindo trajando uma camisa branca, com as mangas dobradas até seus cotovelos, seus cabelos mais desalinhados do que o natural e uma bermuda azul completava seu look.

Suspirei quando ele me lançou um sorriso torto.

- Chegamos. – Meu tigrão anunciou. Desviei os olhos dele e olhei para frente, avistando uma enorme tenda branca que se estendia estrategicamente sobre um pequeno bar e uma pista de dança, onde algumas pessoas dançavam animadas. Fora da tenda havia também pessoas em torno de uma fogueira, conversando e rindo.

- Uau! Isso aqui é demais! – Emm vibrou, arrastando Rose para algum ligar. Logo, Jazz e Alice fizeram a mesma coisa, não sem ela antes me lançar uma rápida piscadela.

- Quer beber algo?

Sorri para meu tigrão, assentindo. Caminhamos ainda de mãos dadas até a tenda. Notei algumas mulheres olhando para nós, ou melhor, para Edward. Droga, eu sabia que ele não as viam dessa maneira, mas eu me corroia de ciúmes.

- O que quer tomar Bells?

- Não sei, algum drink de morango.

Edward pediu as bebidas, e depois que as pegamos sentamo-nos em uma mesa ali, próxima a pista.

- Isso aqui é mesmo um luau? – Ele franziu a testa rindo – Parece mais uma boate na praia.

- Edward, você está tão desatualizado. – Torci os lábios, mas no fundo eu sabia que ele tinha razão. Aquilo não era um luau, não um luau que eu acostumava ver nos filmes, com pessoas de saias, passando por debaixo de uma vara esticada.

- Você está muito linda nesse vestido. – Meu muso passou a mão pelos cabelos – E como seu namorado, devo dizer que estão curtos demais.

- Pois é, mas você é meu namorado de mentirinha... – Beijei sua bochecha. Ele riu dando de ombros. Bebi um pouco do meu drink, me maravilhando com o sabor delicioso. – Hmmm que delicia!

- Que bom que gostou, o moço me disse que é um dos drinks mais procurados por aqui.

- Pega mais um para mim?

- Ok.

Sorri para ele. Torci os lábios ao ouvir o toque do meu celular, que foi abafado pela musica alta. Abri minha pequena bolsa e bufei vendo o nome piscar na tela.

Atendi alegre.

- Boooa nooooooite Jacó!











3 comentários:

Julia disse...

Ahhhhhhh!Mas esse Jacó num se toca não? Já era queridinho. Perdeu o bofe pra Belinha! Adorando a fic.bjbj

moohcelestino disse...

eeeeita que o bicho vai pegar agora, o que será que a Bella vai dizer pra ele, esperandp ansiosissima.

Anônimo disse...

ADORO essa fic. poste logo.

Postar um comentário