Bem vindos ao Fanfics da Cah. Sou Camila Cocenza, futura garota de programa! E não, não é o que estão pensando, apenas pretendo cursar Engenharia da Computação. Para mais informações: cahcocenza@hotmail.com

25/06/2011

Spoiler DTA.

Nota da autora: Como estou em falta com vocês decidi vir dar um agradinho.
Esse é o spoiler do próximo capitulo.

Aproveitem, comentem e não me matem!

[...]

Deixe-me Te Amar

Bati a porta e dei a volta no carro, assumindo o volante.

- Não sei por que está irritado. – Isabella bufou ao meu lado – Eu disse que iria embora de taxi.


- Cala a boca. – Pedi, girando meu corpo no banco. – Você é mesmo uma vadia. – Ela abriu a boca para falar algo, mas se calou. – Não tem nem como negar, eu vi como você gostou quando o médico enfiou os dedos em você.

- Você está me ofendendo. – Isabella virou o rosto. – Não senti nada, apenas incomodo, e eu não tenho que te dar satisfações.

Ela cruzou os braços sobre o peito.

- Claro que tem, querendo ou não você ainda está casada comigo. – Escorreguei a mão para a coxa dela, erguendo seu vestido – Você ainda me deve respeito.

- Respeito? Você sabe o que é is... – Ela arregalou os olhos quando notou o que eu ia fazer – Não me toque... – Isabella sussurrou tentando puxar sua perna, mas eu a segurei com força. – Por favor, me solte. – Pediu. Não dei ouvidos a ela. Desci minha mão para o meio de suas pernas e empurrei sua calcinha para o lado, tocando sua boceta. Isabella fechou os olhos e tombou a cabeça para trás. – Oh...

[...]

- Eu não vou morrer por lavar dois pratos, dois copos e alguns talheres. – Cruzei os braços chateada.

Edward riu aproximando mais seu rosto do meu e tocando o canto dos meus lábios com o polegar.

- Você devia se preocupar em lavar a boca. – Ele mostrou o dedo sujo de molho para mim.

- Oh droga. – Passei as costas da mão em meus lábios, tentando limpa-lo. – E agora?

- Ainda tem um pouquinho bem aqui... – Seu polegar voltou a roçar em meus lábios. Por alguns segundos me permiti fechar os olhos e apreciar o contado de sua pele contra a minha, eu estava tão carente de contato intimo. Todo meu corpo se arrepiou quando lembrei que aqueles dedos estavam dentro de mim no estacionamento do hospital. Quando voltei a abrir os olhos minha respiração ficou suspensa. Edward encarava meus lábios, logo depois seus olhos subiram buscando os meus, era tão intenso que me prenderam ali. – Deixa que eu limpo pra você.

[...]

Cerrei os olhos observando-a com cautela. Ela parecia estar dizendo a verdade.

- Tem certeza?

- Obvio que tenho Edward. – Isabella rangeu os dentes, nervosa. – Porque está me perguntando isso?

- Porque nunca me chupou desse jeito gostoso? – Me sentei na cama chateado.

- Edward... – Ela se jogou na cama envergonhada – Para de falar essas coisas.

Não dei muita bola para ela, eu ainda estava tentando descobrir de onde havia vindo aquilo tudo. Talvez, ela tenha imaginado meu pau como uma colher com brigadeiro.

Ri do meu pensamento. Ainda duro voltei a me deitar sobre ela.

- Que estranho. – Torci os lábios – Nunca enrolamos tanto para transarmos.

Beijei seu pescoço, retirei sua calcinha e me encaixei entre suas pernas prendendo elas em minha cintura.

- Tenho que concordar com você. – Isabella deu um pequeno sorriso, mas logo apertou os lábios e me olhou com tristeza – Podemos terminar isso?

[...]

- Na primeira noite eu nem liguei. – Dei um sorriso triste – Sai, bebi, me diverti, mas aos poucos... – Fechei os olhos encostando minha testa no ombro do meu pai – Eu fui percebendo o que eu perdi, agora, eu a desejo todas as noites e todas as manhãs. Pai, ela não sai da minha cabeça eu... Eu estou tão confuso, é um sentimento... Estranho.

- Você está amando Bella. – Carlisle se afastou e sorriu para mim, tocando meu ombro.

- Talvez... Eu não sei. – Balancei a cabeça. – Eu nunca amei.

- É algo novo para você filho, talvez você sempre tenha amado-a apenas não percebeu, mas agora que ela está longe você está notando o quão essencial é a presença dela em sua vida. – Meu pai tocou minha bochecha – Você precisa agarrar as oportunidades que a vida te da filho, vá atrás de Isabella, pegue-a para você.

- Ela não me merece.

- Não fale assim. Todo mundo erra, e você errou, mas esses erros apenas tornaram você um homem melhor, um homem capaz de amar. – Passei a mão por meus cabelos.

- Ela nunca vai me aceitar de volta...

[...]

- Isabella, você sabe que eu não sou muito bom com palavras. – Me aproximei mais dela, corri meus dedos por seu braço até chegar a sua nuca. – Não sei como explicar a você o que está acontecendo comigo...

Ela parecia mais confusa do que antes.

- Edward, você bebeu? – Isabella inclinou-se, tentando sentir o cheiro de alguma bebida em mim.

- Não bebi. – Suspirei – Eu... Eu não te vejo desde que passamos aquela tarde juntos e nesse meio tempo muita coisa mudou eu... Eu só queria dizer, ou melhor, pedir para você voltar para casa.

- Acho melhor você ir embora. – Ela se levantou e ia em direção a porta, mas eu a segurei, puxando-a contra meu peito. – Edward, me solte.

- Não vai responder?

- Porque eu voltaria para lá? – Sua voz estava chorosa.

- Porque estou pedindo.

- Porque você está pedindo? – Isabella apoiou as mãos no meu peito e me empurrou – Por quanto tempo? Até você se enjoar novamente? Não. É melhor você ir embora antes que Emmett volte.

[...]


- Querido, eu não entendi direito Alice estava aos prantos, entendi apenas que Bella passou mal, foi para o hospital e o parto vai ser antecipado.

- Mãe ela ainda não completou oito meses. – Passei a mão por meus cabelos – Vai acontecer algo com a criança? Com Isabella?

- Eu não sei querido. Precisamos ir para o hospital.

- Precisamos? – Arqueei as sobrancelhas.

- Bella quer você lá.

Apesar da situação, eu sorri.

[...]

Observei uma médica se aproximar de Isabella, olhar seus olhos, ouvir seus batimentos cardíacos e logo depois começar a colocar soro nela.

Soltei-me do meu pai e voltei até ela.

- Aguente firme. – Pedi para ela.

- Está difícil... De... Respirar.

Fechei meus olhos. Eu sempre tive medo do escuro e da solidão, mas agora um medo diferente se apoderou de mim, o medo de perder Isabella. Isso não poderia acontecer. Não depois de eu ter aprendido com meus erros e descoberto meu real sentimento por ela.

[...]

Braços grandes enlaçaram meus ombros. Ergui a cabeça olhando para meu cunhado que tinha os olhos inchados e vermelhos.

- Ela não pode me deixar Emmett... Eu... Eu a amo.

- Ela não vai nos deixar.

Eu só queria que ele tivesse razão.





8 comentários:

CaahCocenza disse...

é isso, não me matem hehe

Vanessa Ruguê disse...

OOOMMMMMMMMFFFFFFFFFFGGGGGGGG MENINA VC NÃO DEVE FAZER ISSO COMIGO O_O PELO AMOR DE DEUS QUANDO VC VAI POSTAR O CAPITULO COMPLETO ?

Jessie disse...

Faço as palavras da Vanessa as minhas
"OOMMMMMMMMFFFFFFFFFFGGGGGGGG MENINA VC NÃO DEVE FAZER ISSO COMIGO O_O PELO AMOR DE DEUS QUANDO VC VAI POSTAR O CAPITULO COMPLETO ?"

Elo disse...

OMFG Fudeu gente...
Como assim... gente...
Caah não faz isso com a gente menina, preciso desse capitulo para ontem cara...

Val disse...

Meu deus eu to mega ansiosa por esse post , estou sem palavras , por favor não demore a postar!

evelyn caroline disse...

Nossa, o capítulo completo sai quando?? Nossa, eu quero ver como ficarão as coisas agora...Tô mega ansiosa

♥nanah♥ disse...

OMG,
Caaah nãão se faz um spoiller assim nãão.
mas msm assim eu Ameei.

Zenilda disse...

nossa menina tudo que voce toca vira OURO
beijusss

Postar um comentário