Bem vindos ao Fanfics da Cah. Sou Camila Cocenza, futura garota de programa! E não, não é o que estão pensando, apenas pretendo cursar Engenharia da Computação. Para mais informações: cahcocenza@hotmail.com

09/04/2011

One-Shot - Meu aniversário de 21 anos.

*Censura: 18 anos*

Sinopse: Melhor do que passar o aniversário com o namorado é ganhar ele de presente.

# Não me responsabilizo por AVC's #
# Se não é TEAM Robsten não leia #
# Se você já sonhou em ver Robsten se assumindo no MTV Award's vai realizar esse sonho #

Capitulo Único

- Ei Kris, você está ai?


Pisquei algumas vezes e depois empurrei a mão de Kellan, que balançava em minha frente.

- Eu sabia que era pequena, mas nem tanto. – Rolei os olhos fazendo ele e os outros rirem.

- Sério. – Kellan sorriu, mostrando as covinhas em suas bochechas – Às vezes eu acho que você entra em Bella e não sai mais, ou melhor, você já é ela, sempre foi.

- Não. – Sorri para ele – Bella não faria isso.

Mostrei o dedo do meio para ele, fazendo alguns do elenco ali presente rirem.

- Acho que essa é a Kristen, não a Bella – Jackson brincou.


- Sem duvida, isso é a única coisa que diferencia as duas. Até o Edward você pegou. – Kellan continuou a me aporrinhar.

Entornei minha cerveja, assim eu não soltaria um bom palavrão para ele.

- Não quero falar do Rob. – Bufei.

- Por quê?

Arqueei as sobrancelhas. Nikki apenas entrava na conversa quando o assunto era Pattinson, depois de tanto tempo será que ela ainda não entendeu que as chances dela ficar com ele são de 0,01%?

Não respondi, eu não ia dar o gostinho nem a oportunidade para Kellan me zoar mais ainda por meu namorado não ter me ligado. Então, apenas me levantei do sofá e suspirei. Eu e mais alguns membros da equipe e elenco havíamos nos reunido no quarto de Kellan, para comemorarmos meu aniversário.

- Bom, obrigada a todos, mas vou para meu quarto.

Despedi-me de todos, agradecendo pelos parabéns. Kellan fez questão de me levar até a porta de seu quarto.

- Volte sempre. – Ele piscou para mim – E traga o TiJella, meu amigão está louco para Kola ele. Hehe. Entendeu? TiJella? Kola?

Não respondi ao idiota, estava chateada o suficiente para apenas dar as costas e ir para meu quarto. O motivo do meu aborrecimento era Robert. Ele estava tão ocupado com Reese que não tinha tempo para me ligar desejando feliz aniversário?

Eu havia passado o dia todo com a porra do celular nas mãos esperando uma merda de uma ligação dele. Mas até agora: Nada.

Abri a porta do meu quarto. Tateei a parede buscando o interruptor.

- Inferno... – Resmunguei quando bati minha canela em algo. Assim que achei o interruptor liguei a luz. – Mas que...

Olhei para a enorme caixa no meio do meu quarto. Dei um passo para trás amedrontada.

Podia ser uma bomba. Um presente dessas loucas fãs de Robert que me odeiam só por eu ser namorada dele, destruindo o sonho da metade da população feminina. Não que elas saibam que estamos mesmo namorando, mas depois de tanto flagra eu já não sabia o porquê da gente escolher aquilo.

Aproximei-me da caixa chutando-a.

E surpreendentemente... A caixa se mexeu.

Chutei-a de novo, e a caixa voltou a se mexer.

- SUUURPREESAAAAAAAAAAAAAAAAAA!

- AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHH! – Pulei no mesmo lugar enquanto gritava – FILHO DA PUTA! – Levei a mão ao peito, arfando.

Rob gargalhou enquanto fazia uma dança esquisita assoprando uma língua de sogra e chacoalhando um negocio barulhento.

- Porra Kiki. – Ele se fez de magoado, soltando as coisas que estavam em sua mão – Eu viajo horas para vir te fazer uma surpresa e é assim que você me recebe?

- Você não tem noção de como estou brava contigo! – Enfiei o dedo no peito desnudo dele.

OMG, ele estava sem camiseta!

Afastei-me surpresa, correndo meus olhos por seu corpo. Só agora eu havia notado que Rob trajava apenas uma boxe preta e estava com um laço vermelho ao redor da cintura.

- Eu imagino – Ele saiu de dentro da caixa se esticando todo – E você tem noção de quanto tempo fiquei ali dentro todo espremido te esperando? Onde tu tava mulher?

- O pessoal do elenco me chamou para tomarmos uma cerveja no quarto do Kellan. – Cruzei os braços, desviando meus olhos do seu corpo.

- Eu sei delicia. – Robert me deu um sorriso torto – Quem você acha que deu a idéia?

Neguei com a cabeça, rindo.

- Eu já estava começando a pensar que você havia esquecido meu aniversário... – Corri até ele, pulando em sua cintura, enlaçando-o com minhas pernas e braços.

- Acha mesmo que eu me esqueceria do seu aniversário? – Pattinson riu enquanto me derrubava na cama. – Só tem um problema... – Ele torceu os lábios e passou a mão pelos cabelos. – Não consegui um presente a tempo, então tive essa brilhante idéia... – Ele apontou para a fita amarrada ao redor da cintura.

- Você sabe que presente não pode ser devolvido não é?

- E quem disse que eu quero ser devolvido? – Ele se deitou sobre mim, beijando meu pescoço. – Você pode brincar comigo até se cansar ou até eu não funcionar mais.

Ri girando nossos corpos pela cama, parando sobre ele.

- Posso começar a usar meu presente agora? – Mordi os lábios pressionando meu quadril contra o dele.

- Porra Kiki... – Suas mãos apertaram minha cintura. – Eu estava com saudades.

- Eu também amor. – Colei minha boca na dele, deixando minha língua percorrer o canto de seus lábios. Afastei-me acariciando seu rosto e deslizando-a até sua barriga e desamarrando a fita vermelha. – Posso dizer que esse foi o melhor presente que eu já ganhei... – Escorreguei meu corpo sobre o dele, passando a distribuir pequenos beijos por seu pescoço, peito, barriga, até parar enfrente a sua boxer recheada. Agarrei o cós de sua cueca com a boca e a puxei, permitindo que seu pau duro pulasse para fora. Olhei para Robert e ri. Ele estava com os olhos fechados e uma expressão de dor. Sem tirar meus olhos dele me abaixei, soprando seu membro.

- Kris...

- Rob, cala a boca. – Me ajoelhei entre suas pernas e segurei seu pau pulsante – O presente é meu, eu faço o que quiser.

Ele abriu os olhos e mordeu os lábios enquanto me observava colocá-lo todo dentro de minha boca. Todo o que cabia claro. Para minha felicidade Robert era... hã... muito bem dotado. Aquilo fazia um estrago delicioso em mim.

As mãos de Rob embolaram-se em meus cabelos, passando a mover minha cabeça no ritmo que ele queria. Ou seja, muito rápido.

- Porra Rob. – Me afastei tossindo. – Assim eu engasgo.

- Desculpa amor. Quando sua boca está em mim eu esqueço que sou grande demais. Mas volta aqui, você da o doce e depois quer tirar? – E ele não perderia a piada – Vem cá amor, vou dar um pouquinho de leite moça na sua boca.

Rolei os olhos e me levantei da cama. Comecei a tirar minha camiseta e quando menos percebi Rob já estava sentado na beira da cama abrindo o botão do meu jeans.

OMG, como ele era rápido! Suas mãos já estavam descendo minha calcinha e eu ainda estava tirando meu sutiã.

- Como eu amo esse corpo magrela... – A mão dele escorregou até minha bunda, apertando.

- Rob... Eu já disse que não sou magrela – Chutei minha calça e minha calcinha, que estavam em meus pés. – Apenas preciso de um pouco de gordura.

Ele riu me puxando de volta para a cama, me arrastando até o meio dela e se colocando sobre mim. Pude sentir toda aquela gostosura entre minhas pernas...

Droga, como eu estava molhada.

- Eu gosto de você assim kiki... – Suspirei ao ouvir aquele apelido carinhoso. Os lábios dele brincavam pelo meu corpo, até parar em meus seios – Pequenininha... Fogosa... Deliciosa.

- Rob... – Gemi. Sua língua quente corria pelos vãos dos meus seios e depois ele sugava um de cada vez. Hora chupando, hora mordendo... outra lambendo.

Eu já disse que desde que conheci Rob meus aniversários são fodasticos? Pois é... Preciso falar o porque?

- Kiki, eu queria muito prolongar isso, mas estou tão... – Fechei os olhos ao senti-lo pressionar seu pau entre minhas pernas – Duro.

Rob ajoelhou na cama, no espaço entre minhas pernas. Ele veio me beijar na boca, tocando meu clitóris ao mesmo tempo e circulando-o com perfeição.

- Você está no ponto.

- Aham...

Ele alisou minhas coxas e empurrou o quadril para frente, entrando em mim. Oh Deus! Eu apertei o lençol da cama. Ele pegou em minhas coxas e dessa vez cruzava minhas pernas à sua volta. Seu membro veio de novo me penetrando, bem devagar, me deixando louca.

- Tão apertadinha amor... – Ele sussurrou no meu ouvido, levei minhas mãos aos seu braços. Eu apertei sem dó enquanto ele me penetrava ainda mais. Rob estava agora de olhos fechados e boca apertada em linha reta, como quem se esforçava para não sair bombando alucinadamente dentro de mim. Ele era sexy demais! – Você gosta não é Kiki?

- Muito... - Respondi quase num suspiro sentindo ele tirar tudo, para colocar de novo, lentamente. Agora eu apertava os dois braços dele, mas de alguma forma toda aquela lenta tortura só estava deixando as coisas mais gostosas. Eu amava as mordidas nos lábios que ele dava, das reboladas que eu sentia e de um vai-e-vém gostoso que ele fazia com precisão.

- Rob... me beija... - Ele sorriu, sem interromper os movimentos. Seus olhos ficaram fixos nos meus, sérios, me encarando. Senti meus olhos revirarem quando ele me beijou com tudo, agarrando meus cabelos e intensificando as estocadas. Ele passou da boca para meu queixo, me lambendo, descendo para o pescoço e fazendo o mesmo, me causando arrepios atrás de arrepios.

- Eu acho que vou...

- Vem...

Mordi com tanta força minha boca que senti o gosto de sangue ao mesmo tempo em que meu corpo tremia todo, apertando o membro de Rob inúmeras vezes. Ele gemeu, aumentando o ritmo na hora e logo depois soltou algo parecido com urros, me beijando novamente. Os seus movimentos foram parando gradativamente até ele soltar o peso todo sobre mim e beijar meu rosto. Me senti esvaziando quando Rob retirou seu membro do meu interior e suspirei.

- Você está bem?

- Melhor do que bem.

Ele sorriu, virando de costas na cama e me puxando pela cintura. Deitei minha cabeça em seu ombro, lembrando-me de respirar. Rob deu um beijo na ponta do meu nariz e me abraçou. Sinceramente, esse sem dúvidas era o melhor dia da minha vida. Poderia ficar ali para sempre, só eu e ele.

Fiquei deitada, abraçada com Robert, aproveitando para alisar seu braço e ver seus pêlos arrepiando com meu carinho. Seus dedos agora percorriam a lateral do meu corpo, parando na minha curva do quadril. Eu beijei seu peito e apoiei meu queixo ali, para olhá-lo melhor.

- Eu nem consigo acreditar direito que você está mesmo aqui comigo.

- Acredite. Eu estou.

- Vai ficar até quando?

Ele fez uma careta e mexeu nos cabelos, suspirando. Quando eu parava para pensar que ele teria que voltar para continuar a divulgar seu filme, sentia um vazio dentro de mim que me doía.

- Não estou com pressa para ir embora, Kris... A não ser que você esteja já cansada de mim!

- Seu bobo, estou falando serio.

Rob beijou minha boca mais uma vez.

- Meu vôo sai amanhã de manhã. – Ele sorriu tristonho – Com certeza vou levar vários puxões de orelha. Depois agradeça a Reese... se não fosse por ela eu não estaria aqui.

Eu estava começando a gostar de Reese.

- O que ela fez?

- Me ajudou a escapulir – Ele riu do jeito que eu tanto amava. Me apertei mais contra ele. – Espera eu tenho mais dois presentes para você. – Rob me tirou de seu peito e se levantou da cama, indo até o pequeno sofá e pegando lá uma sacola. Fiquei admirando aquele corpo branquelo – Não babe tanto Kiki... – Ele voltou rindo e me entregou uma sacola.

- Hm... – Apertei meus lábios e me sentei. Franzi a testa. Na sacola havia um All Star e uma Kit... do Rob – Uau, um All Star com o seu rosto estampado nele... que interessante.

- Eu já não saio da sua cabeça, agora não vou mais sair do seu pé. Diz ai Kiki, mandei super bem né? – Ele riu passando as mãos pelo cabelo – E esse kit tem um DVD meu, você pode usar para... hãm... bom você põem ele... – Rob mordeu os lábios do seu jeito safado – Me liga, e a gente bate um papo bem gostoso.

Rolei os olhos rindo.

- Obrigada amor. – Me ajoelhei segurando seu rosto em minha mão e o beijando. – Eu amo você.

- Mas eu ainda tenho outro presente... – Ele tirou a caixa do All Star da minha mão e o abriu. – Aqui... – Ele tocou uma aliança de ouro que estava amarada no cadarço.

- Oh Rob... – Mordi os lábios – Não sei o que dizer.

- Diz que aceita ser minha noiva Kiki. – Ele retirou a aliança do cadarço.

- Eu pensei que esse já fosse o pedido do noivado. – Ergui minha mão mostrando minha aliança no dedo do meio.

- Eu sei amor. – Ele riu – Só quero reforçar o pedido.

- Não importa. – Pulei no colo dele. – E só para reforçar... eu aceito, de novo.


2 Meses Depois...


- Eu aposto 10 dólares que o beijo que vai ganhar é o meu e o de Kristen... – Taylor mexeu com as sobrancelhas, tentando, sem sucesso, provocar Rob.

- Vai sonhando garoto...

Ri voltando minha atenção ao telão, onde estava passando os beijos que estavam concorrendo.

-... E os vencedores da categoria de melhor beijo... são... ROBERT PATTINSON & KRISTEN STEWART.

Rob lançou um olhar zombeteiro para Taylor que riu também.

- Vamos logo Rob. – Me levantei sorrindo – E você segura a porra daquela pipoca.

- Sempre delicada amor.

- Ei Rob, cuidado. – Kellan alertou – Os fãs depois pegam o vídeo e fazem leitura labial.

- Eles não vão precisar disso. – Pisquei para nosso amigo.

Rob e eu subimos ao palco sendo aplaudidos. Dei um aceno para o povão lá de baixo e abracei os apresentadores do MTV Movie Awards.

- Bom... – Meu Pattinson começou seu discurso de como estava feliz por ter ganhado aquele premio, que estava muito feliz e que só estávamos ali graças aos nossos fãs – Não é Kristen?

- É isso ai. – Concordei com Robert.

- Mas eu acho injusto sabe... – Ele girou o potinho de pipoca na mão – A gente beija tão bem porque vivemos nos pegando, não é Kiki?

- Exatamente.

Tapei meus ouvidos quando a multidão de fãs começaram a gritar.

- É ISSO AI MANALOS E MANOLOS – Rob gritou – EU E KRISTEN ESTÃMOS NAMORANDO. E SIM, MICHAEL ORÉGANO É CORNO. – Mais uma explosão de gritos. – Agora preparem suas câmeras, vou fazer aquilo que todos vocês estavam esperando...

Soltei um gritinho quando Robert me agarrou pela cintura e colocou nossos lábios. Agarrei os cabelos dele aprofundando o beijo. Meu noivo me ergueu fazendo minhas pernas enlaçarem sua cintura.

- Kris... acorde. – Robert se afastou seus lábios dos meus e começou a me chacoalhar.

- Eu estou acordada... – Quando ia voltar a colar nossos lábios já não era mais Robert ali... era... OMG! Michael?

- AAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!! – Abri os olhos vendo Robert ao meu lado rindo.

- Ela dormiu mesmo. – Taylor riu ao meu lado. – Ei, aposto 10 dólares que o beijo que vai ganhar é o meu e o de Kristen... – Taylor mexeu com as sobrancelhas, tentando, sem sucesso, provocar Rob.

OMG, aquilo era um dejavú?

- Vai sonhando garoto...

Incrédula olhei para o telão, onde passava os candidatos ao melhor beijo.

-... E os vencedores da categoria de melhor beijo... são... ROBERT PATTINSON & KRISTEN STEWART.

Rob lançou um olhar zombeteiro para Taylor que riu também.

O.M.G.

Meu noivo agarrou minha mão e saiu me arrastando em direção ao palco. Dei um aceno para o povão lá de baixo e abracei os apresentadores do MTV Movie Awards.

- Bom... – Meu Pattinson começou seu discurso de como estava feliz por ter ganhado aquele premio, que estava muito feliz e que só estávamos ali graças aos nossos fãs – Não é Kristen?

Oh meu Deus, aquilo ia mesmo acontecer?

- Sim. – Concordei com Robert.

Ele brincou com a estatua de pipoca na mão.

- Mas eu acho injusto sabe... – Ele girou o potinho de pipoca na mão – A...

- OMG. ROB, NÃO CONTE QUE ESTAMOS NOIVOS!

A única coisa que eu ouvi foi um arquejo de todos. Robert me olhou incrédulo.

- Eu não ia dizer nada disso... – Ele me olhou assustado – Eu ia dizer “Acho que devíamos começar a deixar outras pessoas ganharem também”.

- Pois é... – Mordi os lábios envergonhada. Olhei para a platéia e os TEAM ROBSTEN já começavam a gritar – Acho que falei demais... – Suspirei. Fazer o que? Dei de ombros e dei um chega pra la em Rob, empurrando-o com o quadril podendo assim ter o microfone só para mim. - É ISSO AI MANALOS E MANOLOS – Eu repeti a frase que Robert usou em meu sonho – EU E O ROB ESTÃMOS NAMORANDO. E SIM, MICHAEL ORÉGANO É CORNO. – Mais uma explosão de gritos. – Agora preparem suas câmeras, vamos fazer aquilo que todos vocês estavam esperando...

Soltei um gritinho e abracei Robert colando nossos lábios. Agarrei os cabelos dele aprofundando o beijo. Meu noivo me ergueu fazendo minhas pernas enlaçarem sua cintura. Saimos do palco assim... eu no colo dele comendo sua boca e acenando para nossos fãs.

Fazer o que... Eu já havia fodido tudo mesmo.


5 comentários:

michely disse...

Eu li! Eu li! Eu li!

Ameeei essa one!
Particularmente amo histórias Robsten!

Foi muito louko,engraçado e tbm Muito Caliente! ;)


P.S. Posta logo - Deixe-me Te Amar - Pliz ! *-*

♥nanah♥ disse...

é kristen fazer oq?
OMG.
maais uma one fodasticada caah.
ameeii.
era pra eles assumirem ñ é msm?
maas misterio sempre é boom!

Izah disse...

aaaadorei

T.Cullen disse...

Não sou gosto muito de fic Robsten, mas amei a sua
Bjosss

Anônimo disse...

aiii ameiii...kkkk,gostei da parte:
"EU E O ROB ESTÃMOS NAMORANDO. E SIM, MICHAEL ORÉGANO É CORNO." Caah vc é INCRIVÉL!!!
bjss Maymay

Postar um comentário