Bem vindos ao Fanfics da Cah. Sou Camila Cocenza, futura garota de programa! E não, não é o que estão pensando, apenas pretendo cursar Engenharia da Computação. Para mais informações: cahcocenza@hotmail.com

28/02/2011

I'm Sorry - Capitulo 3

Capítulo 3 – Porra! 

Estávamos na fila para pegar a gororoba, até que...

- Meu Deus, mandem um exterminador de insetos... essa escola ta cheia de pulga, da até Concera... – Tânia, uma líder de torcida fútil começou a caçoar da minha amiga Camila, assimilando cocenza com coceira, eu tinha dó de Tânia, pois na hora que a Caah virou para ela e alargou um sorriso eu senti um arrepio subir pela minha espinha... vai começar o inferno!

PDV Caah 

Juro, eu não ligo que me zoem... mas se quer me deixar nervosa é só caçoar com meu sobrenome... Porra, eu tenho vontade de voltar ao passado e matar o primeiro da linhagem que inventou essa merda de nome, já não me basta a professora Chucky norris... agora aPutânia vem encher o saco também... Me segura... me segura porque eu vou descer o cacete.

- O QUE TA RECLAMANDO, PUTÂNIA? – Perguntei para ela, Bella, Ang, Jaren (Jane + lauren = Jaren, mistura lésbica) e Tyller estavam apavorados, eles me conhecem muito bem e sabiam que eu ia perder o controle a qualquer minuto.

- SE TOCA SUA FEIOSINHA DE CABELO RUIM... NEM FALEI CONTIGO! – Ela pegou uma mexa do meu cabelo, loiro e liso que eu mais amo e fez cara de nojo, vi que a tal Leah – outra patricinha não-tão-futil – passava perto de mim, com um bolo de chocolate na bandeja... AH!! É AGORA QUE ELA VAI TER SE ARREPENDIDO POR TER NASCIDO! Meti a mão na bandeja da Leah e catei o bolo, me virei para a Putânia, que agora estava acompanhada de suas irmãs, Irina e Kate, e sem medo meti bolo na cara dela.

- COME SUA MAGRELA, COME!!! – Eu enfiava o bolo pelo nariz dela, minhas amigas e a galera do refeitório tudo riam e me incentivavam.

- Vai lá, 5º Elemento! – Vi Emmett se aproximar de mim com uma latinha de coca cola, tomei ela da mão dele, cuspi dentro e virei no cabelo da loira falsa.

- E agora? Quem tem o cabelo ruim? E sua coceira deve ser sarna sua...sua... PUTÂNIA!

PDV Bella

Eu tinha razão, Caah perdeu o controle.

- E agora? Quem tem o cabelo ruim? E sua coceira deve ser sarna sua...sua... – Eu sabia, sempre que ela repetia a palavra “sua...sua” duas vezes, a palavra seguinte era um palavrão, ou ofensa. - PUTÂNIA! - Vi meu irmão pegar um pedaço de bolo e começar a jogar nos outros estudantes... e aí começou a guerra. Era bolo daqui... salgados de lá. Vi a irmã deEdward, acho que o nome dela é Alice, se esconder de baixo da mesa tentando proteger o cabelo. Jéssica corria para lá e para cá de boca aberta, os lanches caiam na boca dela e ela ia comendo...

- Hum...delicia, Frango com Catupiri, chiclete, bolacha... – Jéssica tinha um montinho na mão, que dava até nojo, ela mordia e se deliciava daquele troço nojento. Minha roupa estava toda suja, uma ervilha acertou minha testa, porra essa doeu, olhei para ver quem acertou e viEmmett rindo, passei a mão na testa, peguei um cachorro-quente que passava por cima de minha cabeça e tentei acertar em Emmett; é, tentei... pois eu simplesmente ESCORREGUEI, e o cachorro-quente foi em Putânia (como minha amiga diz) e acertou bem o meio de suas pernas, manchando sua calça com molho, dando-lhe a impressão que a menstruação dela vazou.

- HÁHÁHÁHÁ – Emmett gargalhava descontroladamente, vi a prima de Edward, a Rosalie ir se esconder com Alice debaixo da mesa, corri até elas quando percebi que Irina tentava acertá-las.

- Cuidadooo.... – Parecia uma cena de cinema, eu me jogando na frente de uma bala -que no caso era um cachorro-quente- para não acertar a donzela em perigo -que no nosso caso são Alice Cullen e Rosalie Halle-, o cachorro-quente estourou nas minhas costas.

- Minha heroína... – Alice abriu um sorriso largo e me abraçou.

- Ahhh Obrigada... Obrigadaa... Obrigadaa! – Rose vibrava, e eu estava lá largada no chão, com as costas ardendo e uma dor do caralho no joelho.

- Ham...de nada...

[....]

- Eu não consigo compreender, vocês, alunos, jovens, estão quase saindo da escola e indo para uma faculdade... FICAREM FAZENDO GUERRA DE COMIDA NO REFEITÓRIO! – e lá ia o Diretor Ranger repetir novamente... – Tantas pessoas passando fome, tantas crianças que não tem o que comer... e vocês, simplesmente brincando com comida... que pecado. – ViCaah levantando o braço e todos da sala do diretor (eu, Emmett, Jess, Ang, Tyller, Edward, Putânia, Kate, Irina, Leah, Alice, Rose, Lauren, Jane e Jacob) se virarem para Caah, apreensivos para ver o que ela ia falar.

- Sim Srta.Concenssza. – Vi minha amiga apertar os punhos e respirar forte.

- Diretor, você é um Ranger? – Emmett perguntou, enquanto Caah se acalmava.

- Sim, meu pai era um...

- Porra, me apresenta ao zord?? – Só meu irmão mesmo para falar merda nessas horas.

- Como você sabe o nome do meu pai? – O diretor perguntou.

- Ah, sabendo, oras...

- Lamento Sr. Swab, mas meu pai morreu a 4 anos...

- NÃO! NÃO! NÃO PODE SER... – Emmett se ajoelhou no meio da sala. – É POR ISSO QUE AGORA ESTÁ REPITINDO OS EPISODIOS? ME DIGA... ENFIA ESSA ESTACA NO MEU PEITO!!! EU MEREÇO SABER A VERDADE...

- Não sei do que o Sr. está falando, mas peço que se recomponha. – O diretor burro virou-se para Caah e a olhou. – Então... o que a senhorita queria me perguntar?

- Se o senhor não sabe, a porra da comida que jogamos nessas porra de garotas, são do bolso da porra dos nossos pais que pagam a porra dos impostos, e se o senhor abrir essa porra de boca para falar a porra do meu sobrenome errado novamente eu juro que...faço você comer porra! E agora se você nos dá licença, temos que ir, nós já concordamos em limpar a porra do refeitório, não foi? – Ela perguntou, cerrando os pulsos, o diretor fez um “sim” com a cabeça, todos nós estávamos segurando para não rir, mas não parou por aí, aCaah continuou. – E se essa porra ta tudo certo... eu vou sair dessa porra de sala que ta me dando...NOS NERVOS POORRAAA! – Ela gritou, puxando os próprios cabelos, fiquei assustada, nunca vi ela chegar naquele estado.

- Como qui-quizer Srta. Coc... Camila... – Fomos nos encaminhando para a porta de saída e quando passamos por ela a galera explodiu em gargalhada.

- Ca-ca-ra, e-ela é d-demais! – Emmett falou entre as gargalhadas. Caah ainda estava séria, olhou para Tânia, Kate e Irina e abaixou um pouco a cabeça olhando para elas, deu medo do rosto dela...

- SAIAM DAQUI SUAS PORRA!!! – E elas saíram, tropeçando e se complicando toda.

- Porra, essa menina só fala porra. – Edward falou, ainda rindo um pouco da reação de Tânia, Kate e Irina.

- Medo. – Falamos todos juntos, minha amiga arrumou a camiseta, como se nada estivesse acontecido e sorriu.

- Vamos... – E assim fizemos...quem ia contrariar ela? Eu que não! 

O resto das aulas foram normais, a não pelos comentários que o demônio baixou na Caah e coisas assim, mas ninguém falou o sobrenome dela, as professoras na hora de fazer chamada falavam só “Camila de Freitas”.

O sinal bateu, dando o aviso de que as aulas chegaram ao fim, fui para o refeitório e lá encontrei a galera, começamos a limpar era 12:40, quando terminamos era 14:30.

- Eu. Tô. Morto... De. Fome! – Emmett falou cansado.

- Eu também. - Jéssica.

- E eu. - Edward.

- Eu também. - Rosalie.

- Porra, fala logo... TODO MUNDO TA COM FOME, PORRA! – E esse do porra eu nem preciso dizer quem foi né? Mas pra quem não sabe foi a... Caah.

- Que tal nós irmos lá para minha casa e comer algo? – Perguntei, eles sorriram.

- Eca, eu nunca comeria na sua casa. – Tânia falou.

- E Quem disse que eu te chamei? Quando eu falo “nós” eu quero dizer: Emmett, Ângela, Tyller, Alice,Rose, Jéssica, Lauren, Jane, Edward... ou melhor... todos, menos vocês três!

- E quem disse que a gente ia querer se misturar com feias e nerd’s? – Kate começou a proteger Irina.

- O que adianta ter bunda, beleza, peitões, e todos os garotos caidinhos ao seus pés, se não tem cérebro? No que gostosura vai ajudar vocês no futuro? – Eu perguntei.

- Eu sei, eu sei! – Emmett e Caah falaram juntos... ai, vem merda.

- Podem levar elas a se casarem com um veio feio só por causa de dinheiro, pois elas não vão ter estudo... – Emmett falou.

- Ou elas podem virar prostitutas e sair dando por aí... – Rimos do que a Caah falou, as 3 irmãs Denali saíram pisando duro.

- Ok eu topo ir para a casa da Bella... Vou ligar e avisar mamãe e Jasper. – Alice falou.

- Eu topo ir para o quarto de Emmett.... ops, para a casa do Emmett. – Rose falou. E assim nós fomos para minha casa.

[....]

- Serio Bella, essa lasanha tava muito boa. – Todos falavam isso, ficamos mais um pouco ali conversando, eu e Edward estávamos virando grandes amigos.

Todos foram embora, só ficou a Caah, puxei ela para o meu quarto, já eram 18:25 PM e eu tinha que escolher uma roupa decente, mas eu não ia pedir a ajuda dela para isso, pois eu sei que ela falaria: Calça preta, blusa preta, e allstar... Às vezes eu acho que ela é meio emo.

- Vai sair, Bella?... Bella Bellaeta pulou a valeta e rasgou a buce...

- Camila, dá pra parar de falar merdas por um minuto?

Entrei no meu closet e achei um vestido azul, e minhas sandálias de salto. Fui para o banheiro para tomar um banho. Lavei meus cabelos que tinha comida variada neles e saí. Cheguei no quarto e vi Camila e Emmett plantando bananeira.

- Ah, pode desistir grandão, eu vou ganhar...

- Que isso Caah, vamos ver então...

A cabeça dos dois branquelos estavam mais vermelhas do que pimentão.

Peguei minha roupa e voltei para o banheiro, coloquei meu vestido azul, minha sandália e por ultimo... decidi trocar os óculos pela lente de contato que eu tinha, mas irritava meus olhos, sequei meus cabelos e deixei eles soltos, fui até uma gaveta da pia do banheiro e achei meu antigo estojo de maquiagem, que depois da morte dos meus pais eu nunca mais usei. Eu simplesmente era perfeita, linda, andava maquiada como uma patricinha, mas depois que meus pais morreram e eu me mudei para cá, larguei tudo, parei de me maquiar, de me vestir bem, e de me divertir, mas hoje era diferente, eu tinha que ficar bonita... o porquê disso tudo? Nem me pergunte, porque eu mesma não sei, só o que sei é que tenho que caprichar no visual.

Depois de tudo feito, hesitei em abrir a porta do banheiro, Emmett e a Caah me esperavam do outro lado ansiosos.

- Saí logo, magrela...

- É Bella, deixa a gente te ver...

Abri a porta do banheiro e saí, saí uma nova antiga IsaBella, a IsaBella que morreu junto com meus pais...

PDV Emmett

Eu tenho quase certeza que minha irmã está com dor de barriga, ela deve estar com diarreia ou algo assim. Vi a maçaneta da porta se abrindo, e de lá saindo... Bella?

- Bella? – Perguntamos eu e a Caah juntos, impossível, aquela era minha irmã? Ela parece com minha outra irmã que existia quando meus pais ainda eram vivos, quando Bella se produzia toda...

- Aham... sou eu. E aí, como ficou? – Minha maninha estava linda! Ela usava um vestido azul não muito curto, mas também não muito grande, sandálias de salto alto, maquiagem... ela estava perfeita.

- Mana... você está... linda! – Eu me levantei e fui abraçar ela.

- Está perfeita, Bella.

- Obrigada Emm, Obrigada Caah.

- Mas... ham, posso te fazer uma pergunta? – Perguntei para minha irmã, que ia ao porta joias e pegava um colar e um par de brincos.

- Sim, Emm.

- Aonde você vai? – Ela sorriu largamente e piscou para mim.

- Vou sair, vou dar um basta nessa vida sedentária... – Eu estava começando a sentir cheiro de macho por aí.

- E tem algum homem envolvido? – Perguntei desconfiado.

- E se tiver?

- Bella, eu sou seu irmão, seu amigo, não custa nada você me contar...

- Nem é um encontro Emm, é só uma mudança de rotina.

PDV Edward

Sinceramente, eu não sabia que seria tão agradável ser amigo de Bella, ela era tão, espontânea, engraçada, meiga, que o tempo passava tão rápido quando eu estava ao lado dela.

Me arrumei, coloquei minha calça jeans preta, camisa branca e tênis Nike branco, deixei o cabelo desajeitado e passei um perfume. Peguei as chaves do meu carro e fui para a casa de Bella.

Quando cheguei em frente a casa linda que eles tinham, eu buzinei, e a porta se abriu. Vi uma mulher com corpo muito bem contornado por um vestido azul, salto e... aquela pessoa era... Bella? OMG! Que linda ela estava. Saí do carro e dei a volta para abrir a porta para ela. Ela realmente estava perfeita, não usava óculos, nem moletom, nem cabelo preso, ela estava um mulher linda, totalmente diferente da Bella da escola.

- Oi. – Ela falou, eu pisquei meio desordenado.

- O-oi. – Perfeito, eu gaguejando... segurei em sua cintura e beijei seu rosto, o contato de nossa pele fez meu corpo estremecer.

- Nossa, você... você está linda. – Falei, abrindo a porta para ela entrar, ela riu. Contornei o carro e entrei, liguei o aquecedor, pois estava frio.

- Você também está bonito. – Ela falou, mordendo os lábios carnudos, que agora tinham um batom marrom, deixando-o mais destacante, totalmente sexy!

Liguei o carro e fui dirigindo até o cinema mais próximo, onde iriamos assistir o “filme”. 



<<< Capitulo 2                                       Capitulo 4 >>>

Nenhum comentário:

Postar um comentário