Bem vindos ao Fanfics da Cah. Sou Camila Cocenza, futura garota de programa! E não, não é o que estão pensando, apenas pretendo cursar Engenharia da Computação. Para mais informações: cahcocenza@hotmail.com

08/01/2012

Desculpa se eu te amo - Capitulo 7

N/A: Nhá HOHOHO Espero que gostem, se eu falar mais, vou falar demais KK

N\B: Hmm, Olá gente. como estão? Edward nesse capitulo vai virar mais um tico de macho ~~ amém~~ enfim, o capitulo tá maravilhoso *-* Leiam e comentem, por que a irmã ~~ cah~~ merece.

=== x ===

- Que bom que gostou, o moço me disse que é um dos drinks mais procurados por aqui.

- Pega mais um para mim?

- Ok.

Sorri para ele. Torci os lábios ao ouvir o toque do meu celular, que foi abafado pela musica alta. Abri minha pequena bolsa e bufei vendo o nome piscar na tela.

Atendi alegre.

- Boooa nooooooite Jacó!

Capitulo 7

- Quem está falando?

Rolei os olhos procurando Edward com os olhos, o vi passando a mão pelos cabelos, um tanto irritado com a demora do atendimento, já que havia muitas pessoas ali.

- Quem mais te chama de Jacó? Conte-me que irei processar por plágio. – Sorri. – Bella.

- Ah... – Soltou um suspiro, como se dissesse “Você? Coisinha insignificante” – Será que poderia passar para Edward?

- Ele está ocupado no momento Jacó, liga mais tarde.

- Que som é esse? Onde vocês estão?!

- Estamos em um Luau. – Mordi os lábios vendo Emmett se aproximar todo sorridente e se sentar ao meu lado.

- Oi cunhadinha, onde está meu irmão? Procurando um lugar para vocês darem uma trepada?

- Quem falou isso?

Arregalei os olhos sem saber o que dizer a Jacob, tudo bem que eu não gostava dele e queria roubar seu namorado, mas aquilo era muito desconfortável e humilhante para qualquer um.

- Ninguém, bom, acho melhor você ligar amanhã, eu o aviso sobre sua ligação.

- Ok...

- Hm... Porque não manda ligar mais tarde Bellinha? Não quer ser atrapalhada com o Edward, não é?

- Emmett!

- Nem vem, eu ouvi vocês dois aquele dia... Eu voltei mais cedo com Rosalie, cara, foi traumatizante, seus gemidos eram altos pra caralho!

Droga...

- Não é nada do que ele disse...

- Acho melhor ligar mesmo depois. – Grunhiu ele toda raivosa, rolei os olhos e suspirei ao ver Edward se aproximar.

- Não vai ser preciso, ele já está aqui. – Assim que meu namorado se aproximou, estendi o celular a ele, aproveitei que Emmett estava distraído e sibilei “Jacob”. Os olhos dele se arregalaram, meu tigrão tomou o celular da minha mão, entregou-me meu drink e se afastou.

Eu só esperava que ele não ficasse nervoso comigo, pelo que Emmett disse.

POV Edward

- O que você quer agora? – Grunhi, caminhando pela praia – Resolveu deixar de ser criança e me ouvir?

- Eu? Criança? Francamente Edward! Liguei para me desculpar, porque perdi a paciência aquela hora, e agora... Sou obrigado a ficar ouvindo absurdos sobre você e Isabella.

- O que você ouviu?

- Alguém que estava perto dela, insinuou que vocês transaram.

Engoli em seco, mas pensei rapidamente em uma resposta.

- Jake, era Emmett ali, você sabe como ele é idiota! Fica atormentando a mim e Isabella por conta do nosso namoro. – Droga, eu nunca havia mentido a ele e desde que vim para as férias estava virando quase rotina mentir já. – Acredite em mim ok?

- Emmett? – Indagou surpreso.

- Sim, meu irmão.

Depois de um longo tempo ele voltou a falar.

- Edward eu acredito em você, mas não nela.

- Qual é Jacob! – Chutei a areia, parando de frente para o mar e fechando os olhos – O que está acontecendo conosco? Nunca fomos de brigar e muito menos de discutir por coisas inúteis, não estou mais suportando isso!

- O que está insinuando? – Ficamos em silêncio – Quer terminar tudo?

- Não, mas só acho melhor darmos um tempo enquanto eu estiver aqui, nesse meio tempo nós dois refletiremos sobre nossa relação.

Ele pareceu se irritar.

- Eu sabia que você só estava esperando um motivo para fazer isso!

- Jacob...

Antes que eu falasse mais alguma coisa ele desligou na minha cara.

Quer saber?! Eu ia curtir minha noite.

Voltei até a mesa onde Bella e meu irmão estavam, mas agora Rosalie, Alice e Jasper também se juntaram a ele.

- Edward, onde estava? Sua namorada já foi chamada para dançar por uns três caras.

- Quem são eles? – Franzi a testa olhando ao redor tentando procurar os infelizes.

- Deixe de bobeira, vem cá. – Ela me chamou. Suspirei, sentando-me ao seu lado. Bells apoiou o queixo em meu ombro e seus lábios subiram por meu pescoço até minha orelha. Fechei os olhos me arrepiando. – Me desculpa, não consegui evitar que Jacob ouvisse o que seu irmão disse...

Abri os olhos abraçando-a pelo ombro, e encostando minha boca em sua orelha, rindo baixinho ao ver meu irmão nos olhando de forma maliciosa, mal sabia ele que não estávamos fazendo nada demais, apenas conversando.

- Tudo bem, digamos isso apenas contribuiu para que eu tirasse um tempo para pensar. – Sorri.

- Oh! – Bella sussurrou surpresa – Vocês... Terminaram?

- Mais ou menos. – Dei de ombros – Acho que “dar um tempo” tecnicamente é terminar por um tempo, certo?

- Correto. – Ela desviou o olhar, contendo um sorriso.

No fundo eu sabia que ela estava de certa forma, feliz. Afinal, Bells nunca gostou de Jacob e sempre disse que ele não era para mim.

- Vamos dançar? – Ela me encarou surpresa

- Sério?

- Claro. – Sorri me levantando e estendendo a mão para ela, que aceitou.

Uma musica romântica começou a toca. Meu irmão e Jasper tomaram a mesma atitude que eu, puxando as meninas para o meio da tenda.

- Estou surpresa, pensei que depois da ligação você ficaria carrancudo e chato.

Ri, girando-a.

- Não quero me estressar Bells. Essas brigas com Jake apenas serviram para eu curtir um pouco a vida, sabe, ele não gostava que eu saísse para dançar, e eu gostaria de sair mais vezes, mas como ele não quer e eu não tinha ninguém para fazer isso comigo...

- Oh, então está me usando? – Se fez de ofendida, enlaçando meu pescoço com seus braços.

- Bom, nada mais justo, já que você também já usou e abusou de mim, naquela noite.

Suas bochechas foram tingida de vermelho. Ri, mordendo-as. Voltei a girar Bella. Meu irmão sorriu maliciosamente enquanto abraçava Rosalie e revirava os olhos fingindo gemer, forjando um ato obsceno. Rolei os olhos... Fazer o que? Aquele era meu irmão.

- Edward! – Fui beliscado e acabei rindo mais – Imagine se alguém ouve isso...

- O quê? – Abaixei meu rosto, olhando-a nos olhos – Somos namorados, esqueceu?

- Não somos namorados... – Sussurrou ela. – Estamos fingindo ser namorados.

Dei de ombros.

- Ninguém sabe disso. – Segurei sua mão quando a musica acabou. – Vamos comprar alguma coisa para beber.

- Quero aquele drink. – Piscou. Sorri arrastando-a em direção ao bar e pedindo dois drink.

Saímos do meio do pessoal e fomos para a praia, nos sentando na areia. Bella falava coisas sem noção, mas aquela era ela, sempre sem noção. Só que isso não a tornava insuportável, apenas a deixava mais encantadora.

- Sério, me conte...

- Bella...

- É constrangedor.

Ela riu, rolando os olhos.

- Sou sua melhor amiga, diga, qual o lugar mais imprevisível onde já transou?

- Bella, eu nunca fui disso. – Dei de ombros – Além do mais Jacob e eu nunca fizemos loucuras. E você? Essa sua cara não me engana Bells, diga...

- Oh não. – Ela riu, colocando a franja atrás da orelha.

- Falta de coragem?

- Não, falta de oportunidade e companheiro. – Minha namorada deu de ombros e se virou para mim rindo.

- Que pena.

 - Por quê? Está se candidatando Sr. Cullen?

Arregalei os olhos negando.

- Não, não... - Torci os lábios – Acho que já estamos fazendo loucuras demais. Sabe... Colocar você nessa enrascada, fingindo ser minha namorada...

- Não se preocupe. – Bella encostou sua cabeça em meu ombro – Estou me divertindo bastante.

Rolei os olhos rindo. Eu em uma situação típica de novela mexicana e ela se divertindo.

- Que bom que minha desgraça te diverte.

- Qual é Edward, faça como eu... Divirta-se.

Continuamos conversando, e acabamos perdendo a noção do tempo. Resolvemos ir embora, os outros já eram grandinhos suficientes para voltarem sozinho.

- Vou tomar um banho. – Bella avisou assim que chegamos ao nosso quarto.

- Tudo bem, vou depois de você.

Tirei minha roupa que estava cheia de areia e fiquei apenas de boxer. Bella não demorou muito para sair, e não pude deixar de vê-la me olhando de cima a baixo.

Sorri um tanto constrangido.

- É... Vou tomar banho.

- Ok.

Passei por ela e entrei no banheiro. Tirei minha cueca e entrei no box, deixando a água quente cair em meu corpo.

Suspirei ao me lembrar da conversa com Jacob no celular. Ele realmente havia me irritado, eu odiava todo aquele ciúmes e pressão. Porra, eu odiava quando ele falava mal de Bells, ela era minha melhor amiga desde... Desde sempre.

Ensaboei meus cabelos e os enxagüei, logo me enrolei em uma toalha e sai do banheiro.

Prendi a respiração ao ver Bella deitada na cama, usando uma camisolinha curta, que deixava a mostra sua bunda.

Droga, qual era o meu problema?

Balancei a cabeça e fui até minha mala, pegando apenas uma bermuda e uma boxer. Me vesti com dificuldade, tentando me trocar usando a toalha. Bella riu.

- Edward, não tem nada ai que eu não tenha visto. – Cantarolou.

Rolei os olhos e acabei rindo.

- Eu sei, mas é constrangedor, sabe... Nós dois. – Fiz gestos com a mão, indicando que havíamos transado – E eu nem me lembro direito... – Desviei meus olhos dos dela – Foi minha primeira vez com uma mulher.

- Oh, isso não é problema, podemos fazer de novo.

Arregalei os olhos, dando um passo para trás.

- Eu não sei... – Passei a mão por meus cabelos – É melhor não, isso é muito estranho.

- Qual o problema? – Ela mordeu os lábios, sentando-se na cama. – É só sexo Edward. – Suas palavras não me convenceram totalmente. – Além do mais, agora não vai existir culpa, você e Jacob deram um tempo, não é?

- Sim, mas... – Mordi os lábios. Eu queria experimentar aquilo, mas... Poxa... Era Bella, minha amiga – Tenho medo que as coisas entre nós fiquem diferente sabe, somos amigos, isso pode atrapalhar nossa amizade?

Ela ficou me olhando por alguns segundos.

- Claro que não. – Riu. – É só sexo Edward, vem cá...

- Não sei.

- Vamos imaginar assim... – Ela se moveu na cama, cruzando as pernas – Que o sexo é como um jogo daqueles de futebol que você joga. – Me aproximei da cama, prestando atenção no que ela dizia – Então, você joga sempre que quer, sem culpa, depois vai embora quando acha que já jogou demais e quando da vontade volta a jogar de novo.

- Hm... – Cocei minha nuca, confuso – Acho que não entendi...

- Não precisa entender. – Riu, ajoelhando-se e puxando-me para a cama. – Deixa rolar.

- Não sei...

- Edward isso aqui está um tédio, podemos deixar as coisas mais divertidas. – A boca dela mordiscou minha orelha, fazendo com que eu me arrepiasse.

- Vamos jogar, sempre que quisermos? – Murmurei, já fechando os olhos para apreciar suas caricias. – Sem culpa, sem compromissos?

- Sim tigrão.

- Não sei Bella, acho que não é uma boa idéia.

- Tudo bem. – Ela se afastou, encostando as costas na cama. – Me desculpe.

Fiquei a olhando por alguns segundos. Porra, ela era minha amiga, ia contra meus princípios, mas ao mesmo tempo eu estava muito... Curioso. Lembro-me vagamente da noite que tivemos, mas posso dizer que o pouco que lembro me deixa excitado... Merda, eu nunca havia ficado excitado por uma mulher antes.

- Ok. – Mordi os lábios – Vamos jogar.

Ela arregalou os olhos e depois piscou varias vezes.

- Está... Está falando sério?

- Sim. – Suspirei, indo me sentar ao lado dela. – Hm, e como começamos?

- Bom... – Me surpreendi quando Bella ficou de joelho na cama e logo em seguida se sentou em meu colo, colocando sua boca na minha. Fiquei em choque por alguns segundos, mas quando ela rebolou em meu colo, foi automático, minhas mãos agarraram sua cintura, pressionando-a cada vez mais contra meu corpo.

- Bells...

- Droga, já estou toda molhada só em sentir você excitado.

Sua boca escorregou para meu pescoço, arrancando grunhidos de mim. Girei na cama, deixando-a sob meu corpo. Deitei-me sobre ela, esmagando nossos lábios um contra o outro, enquanto suas mãos atrevidas desciam até minha bunda e a apertavam.

Ri, me afastando.

- Bella!

- O quê?

- Pare de me apalpar.

Suspirei sentindo-a me apalpar mais uma vez e acabei rolando os olhos.

- Não tenho culpa se você tem uma bundinha gostosa.

- Bella! – Me joguei para o lado rindo – Isso não vai dar certo.

- Por quê? Não! Claro que vai dar.

O corpo dela cobriu o meu e nossas bocas voltaram a se encaixar. Suspirei sentindo-a serpentear por meu corpo, sua boca deslizando por meu tórax. Alisei seus cabelos gemendo.

Droga, ela sabia pontos sensíveis em mim, pontos que me levavam ao prazer extremo em poucos segundos.

Arregalei os olhos quando notei que ela desceu demais.

- Bella! – Suspirei exasperado.

- Qual é Edward... – Ela fez aquele bico lindo enquanto puxava minha bermuda e mordia o cós da minha boxer, retirando-a.

Gemi com a cena e joguei minha cabeça para trás, esperando ela apenas começar a me chupar, o que não demorou muito para acontecer. Enrolei minha mão nos cabelos dela, ajudando-a nos movimentos de ir e vir. Seus lábios quentes envolviam meu pau, apertando-o.

- Porra... – Grunhi sentindo-a rodear sua língua pela cabeça roliça do meu pau. Mordi meus lábios abrindo meus olhos e privilegiando a cena extremamente sexy de Bella chupando-me. – Eu vou gozar.

Arfei sentindo meu pau inchar entre seus lábios enquanto suas mãos apertavam minha bola, fazendo-me gozar em sua boca.

Voltei a fechar os olhos. Respirei fundo, ofegando.

Uau, ela ainda iria acabar comigo.

- E então? Eu fiz um bom primeiro tempo?

Abri os olhos rindo, vendo-a piscar.

- Foi excelente. – Abracei a cintura dela, rodando na cama e parando sobre seu corpo – Agora deixa o segundo tempo comigo.

- Sinta-se em casa tigrão.

Me ajoelhei entre suas coxas, alisando-as enquanto empurrava sua camisola e deixava livre para que eu visse sua calcinha vermelha.

- Hm, pode me ajudar? Sabe não sei como fazer, eu vi em alguns filmes pornôs quando era menor, mas a teoria nunca é igual a pratica.

- Fica tranqüilo. – Ela se sentou retirando sua camisola e eu me apresei em encaixar meus dedos no cós de sua calcinha, puxando-a. Bella voltou a se deitar na cama, e eu não pude deixar de admirar seu corpo moreno largado sobre os lençóis brancos. Seus seios estavam durinhos e apontados para mim, era uma atração estranha, como se eles me chamassem. – Siga seus instintos e faça o que quiser.

- Ok.

Colei minha boca na dela, como ela havia feito comigo. Depois de um beijo cheio de tesão e desejo, desci minha boca por seu queixo, mordiscando logo em seguida seu pescoço até alcançar seus seios e chupá-los.

Bella gemeu agarrando meus cabelos e rebolando sob meu corpo.

Lambi a áurea de seu seio sentindo-o ficar mais duro ainda em minha boca.

- Aperta o outro tigrão.

Assenti enquanto continuava a sugar seu seio, mas fiz o que ela pediu, levando minha mão ao seu seio direito e beliscando-o. Ela pareceu gostar, já que passou a gemer mais ainda.

Minha mão livre deslizou por sua barriga lisinha que se contraiu sob meu toque, desci minha mão por sua coxa e fui abrindo espaço entre suas pernas.

- Quer que eu pare?

Indaguei, enquanto parava com a mão.

- Se você quiser morrer...

Eu ri de sua ameaça. Encostei em seu sexo, abrindo com os dedos e fazendo-a tremer. Bella apertou meus braços com as mãos e esticou o corpo sob mim, deixando-se relaxar. Brinquei um pouco pela região, pelos lábios molhados e quentes. Eu estava nervoso, nunca havia feito aquilo.

POV Bella

Eu estava perto de morrer. Fato. Mas do jeito que as coisas iam, eu estava era indo para o paraíso. Edward estava me maltratando com seus dedos há um tempo que parecia ser a eternidade. Fui ao céu e voltei quando a língua quente dele me tocou, fazendo círculos por dentro dos lábios e encostando-se à entrada “dela”. Ele então usou a língua lambendo minha boceta de uma forma estranha que me fez rir.

- Do que está rindo?

- O que está fazendo com a língua? – Me apoiei nos braços rolando os olhos – Cavando um buraco até a índia?

- Você disse que eu podia fazer o que eu quisesse caralho.

- Edward, cala a boca e volta a me chupar.

Ele bufou abrindo mais minhas pernas e diminuindo agora o ritmo de suas lambidas. Rebolei em seu como e gemi quando ele me penetrou com ela. Puta que pariu!
Trouxe o lençol junto quando cravei minhas unhas no colchão e puxei. Meu corpo já não correspondia mais aos meus comandos. Estavam totalmente entregues ao prazer. Eu gemi. Bem alto. Carlisle e Esme devem ter me ouvido gozar.

- Hm, gozou rapidinho. – Ele riu – E ainda ficou me criticando.

- Idiota. – Resmunguei. Enlacei sua cintura com minha perna, puxando-o com minhas pernas – Que tal a gente ir para os pênaltis agora?

- Será que devemos mesmo Bells?

- Oh, depois de tudo o que aconteceu você não pode me deixar simplesmente assim, na mão, literalmente.

Ele deu um meio sorriso e se deitou sobre mim, beijando-me.

POV Edward

Vamos Edward, vamos Edward, eu dizia para mim mesmo. Eu não queria me desesperar, mas estava começando a fazer isso.

Tudo bem que já transamos uma vez, mas porra, eu não lembrava de quase nada, e o problemas é que Bella me fazia sentir coisas que eu não deveria sentir, afinal... Eu sou gay caralho!

Voltei a encará-la. Bells me olhava em expectativa enquanto alisava meus braços.

- Se não quiser...

- Eu quero Bella. – Suspirei novamente – Mas é estranho, tente me entender.

Ela assentiu enquanto desviava os olhos. Merda, eu não gostava de vê-la triste. Surpreendendo-a, voltei a beijá-la, devagar, deixando nossas línguas se entrelaçarem. Abri suas pernas encaixando-me entre elas, e muito antes que eu desistisse, comecei a forçar passagem por sua boceta apertada.

Ela mordia os lábios deliciosos, gemendo baixinho para mim e apertando as pernas no meu corpo. Eu sentia-a quente, mesmo tendo acabado de tomar banho. Talvez eu até estivesse sendo grosso demais, na verdade eu não sabia como me portar com uma mulher, eu nunca estive com uma antes. Passei a me mover um tanto mais devagar, percebendo que ela gemia mais ainda. Eram interessante suas reações, além de que Bella ficava mais linda ainda com os lábios entreabertos e os olhos semi-cerrados.

- Estou... Fazendo certo? – Indaguei gemendo, sentindo seu centro me apertar.

- Oh sim... – Suas unhas quase arrancaram a pele de meu ombro.

- Mais rápido tigrão, mais rápido.

Então eu aumentei o ritmo, deixando-a ofegante, puxando meus cabelos e chamando pelo meu nome. Brinquei com seus mamilos que estavam tão durinhos.

 Senti seu corpo tremer no meu, se contrair comigo dentro e ir relaxando aos poucos, enquanto eu a beijava e chegava também ao orgasmo.

Desabei sobre seu pequeno corpo, me deliciando com as sensações recém descobertas.

- Edward? Tudo bem?

- Oh sim. – Levantei a cabeça, sorrindo. – Isso foi...

- Foi?

- Diferente.

Ela franziu a testa.

- Defina diferente.

Torci os lábios.

- Sei lá Bells, foi bom... Sabe, eu nunca havia sentido tanto prazer e... – Parei de falar quando a vi arquear as sobrancelhas.

- Jacó não te da prazer?

- Não foi isso o que eu disse Bella. – Rolei os olhos – Ele não tem uma boceta quente e apertada como a sua.

- Hm, agora fiquei curiosa. – Pela cara dela, eu sabia que não vinha coisa boa. – Quem é o ativo e o passivo da relação?

- Bella!

- Eu sou sua amiga lembra? – Seus dedos acariciaram meus cabelos – Somos tão amigos que acabamos de transar.

Rolei para o lado, e instintivamente a puxei contra meu peito.

- Eu sou o homem da relação Bells. – Dei de ombros.

Ela ficou em silencio por alguns segundos e aquilo me assustou. Isabella Marie Swan não era de ficar calada por muito tempo.

- Porque está calada?

- Nada. Só estava pensando. – Deu de ombros e abriu um sorriso. – Hm, agora sei porque você faz tão gostoso.


 - Oh, eu faço?

- Sim.

Suas bochechas coraram e eu ri, mordendo-as.

- Está envergonhada?

- Edward, apesar de eu ter te proposto isso tudo, ainda sou eu. Sabe muito bem que não sou de fazer loucuras...

- É, eu sei. – A abracei, beijando sua testa. Voltamos a ficar em silêncio, mas fui eu quem falei primeiro – Você também faz gostoso.

- Que bom que você gostou. – Sua mão deslizou pelo meu braço. – Podemos repetir quando você quiser.

- Não acho isso uma boa idéia. – Cocei minha cabeça vendo-a se levantar e caminhar rebolando até o banheiro – Ok, talvez a gente repita.

- Quem sabe.

Porra, o que estava acontecendo comigo? Eu sou gay! Não sou? Obvio que sou! Eu sou, não é?

Oh droga! Minha cabeça estava a mil...

Para Bells era fácil transar comigo, afinal, ela gosta de homem, e de certa forma eu sou homem.

Porra, porra, porra!

Ouvi o som do chuveiro se ligando e aproveitei para me levantar e colocar minha cueca. Peguei o celular de Bella e disquei o numero decorado por mim.

- Quem ousa acordar minha pessoa a essa hora da madrugada?

Eu ri com a voz fina. Eu era gay, mas não tanto quando Paul.

- Sou eu, Edward.

- Oh Deus, patrão, porque me acordas essa hora?

- Eu preciso desabafar. – Resmunguei. – Mas antes, me conte, como está meu salão?

- Está indo a mil. Mas algumas pirua deixaram de freqüentar, você sabe, elas só iam para ver o chefinho bonitão.

- Ok. Hm, pode me ouvir? É rapidinho.

- Comece.

Suspirei. Paul era um dos meus amigos que trabalhavam em meu salão de beleza. Podem não acreditar, mas ele era muito macho. Era casado há 10 anos e teve um filho com sua mulher, só que de uma hora para outra se rebelou e veio para o mundo da purpurina. Assim como mudou de opção sexual, ele também mudou de profissão, agora é cabeleireiro, mas antes era psicólogo.

O conhecia há muitos anos, por isso, ele era confiável.

- Lembra há anos atrás? Quando eu te disse que estava tendo sonhos nada certos com... hm... Mulheres?

- Oh sim, lembro-me querido.

- Estou tão confuso.

- Anda sonhando de novo? – Ele indagou curioso, como sempre – Era com sua amiga de infância, não era? Depois que ela veio morar aqui na cidade você ficou meio estranho.

- Não e sim. Bem, é que... É... Digamos que esse sonho virou realidade.

- OH... EW... URGH! – Continuou fazendo sons de nojo e eu rolei os olhos.

- Paul, rápido, ela já está saindo do banho.

- Querido, fique tranqüilo. Você pode ter caído em tentação por ter tido uma paixonite por ela na infância, sabe, aquele negocio de experimentar para satisfazer.

- Esse é o problema. – Sussurrei. – Eu não estou satisfeito.

- Oh, se você acha que é isso que quer, mesmo sendo muito nojento, vai fundo.

- Paul, Bella nunca me viria assim, ela me considera... Um... Irmão! E além do mais eu amo Jacob.

- Aiim... Essa conversa está me dando dor de cabeça. Vamos fazer assim? Liga-me amanhã e conversaremos melhor.

- Ok. Espere, não desliga.

- Oh gooooooosh! O que eu fiz para merecer isso? Biba, preciso dormir ou amanhã acordarei stressada e horrenda!

- Eu só quero saber sobre Jacob. Você tem o visto?

- Você como namorado dele devia saber sobre ele, não eu.

- Sim, mas... Nós demos um... Um tempo.

- Oh. – Ele não pareceu muito surpreso. – Bom, sabe que não gosto de fazer fofoca da vida alheia... – Rolei os olhos e quase ri. Aquilo era muito mentiroso, ele era fofoqueiro pra caralho. – Eu vi Jacob com aquele cara, sabe...

- Que cara?

- Aquele...

- Paul...

- Ok, eu o vi hoje em uma boate, estava lá conversando com James!

- James? – Travei meu maxilar e bufei. – Tem certeza?

- Sim, acha que eu confundiria aquele Deus grego?

- Urgh! – Esfreguei meus cabelos – Quer saber, foda-se Jacob e James, porque é isso o que eu vou fazer agora.

- O que?

- Foder. Tchau.

Desliguei e me apressei em apagar a ligação.

Eu estava nervoso.

Me levantei da cama e retirei minha boxer. Caminhei até o banheiro e Bella ainda tomava banho.

- Oi. – Ela sorriu.

- Lembra o que disse sobre... hm... Fazer quando quiséssemos? – Ela assentiu. – Quero jogar de novo.



9 comentários:

LiihBomfim disse...

Edward venha jogar comiigo!
Caah' vs sempre me faz infartar com esses capitulos!

Milla disse...

ahhhhhhhhhhhhhhhh finalmente, finalmente, minha amiga me igu dizendo q a fic tava atualizada, corri pra ler, ah eu sei q provavelmente a July falou algo meio chato na fic ( no nyah), mas como eu bem ja falei ela AMA essa fic.
e eu amei esse capitulo, foi tipo mil vezes melhor do que o spoiler.
ah eu queria jogar com o Edward, isso é possivel?
bjksss

Camila S. disse...

Cah, conhecendo suas fanfics como conheço, quero só ver quando o Edward virar homem mesmo, e se lembrar do que ele fazia com o Jacob. Vai ser muito engraçado se ele sentir nojo. kkkkkkkkkk

Caroline P. disse...

Caah, quero jogar com o Edward, #comofas ?

elispreta disse...

Tem vaga pra mais uma nesse time? Já to na fila!!

Anônimo disse...

hummmmmmmmmmm tanbem quero rsrrsss eu fico de reserva ta kkkkkkkkkkkkk adorooooooooooooooooooooooo

Beatriz Nathaly disse...

Omg! Sumi por um longo tempo mas to de volta! Dios mio que capítulo foi esse? Tive um treco aqui! rsrs não demore a postar o 8 u.u
Beijos da corujinha pérola!

Carollyne disse...

OMG OMG OMG OMG OMG OMG OMG PQP nosssaaaaaa Cahh ta cada dia mais perva pelo amor amii loucamente quero mais .. QUERO JOGAR COM O ED

Julia disse...

PQP!Manda ele vir jogar comigo!Ahhhh que inveja da Belinha!
Adorei o capítulo e tenho uma dúvida: Você vai manter a sinopse que tem no nyah? bjbj

Postar um comentário