Bem vindos ao Fanfics da Cah. Sou Camila Cocenza, futura garota de programa! E não, não é o que estão pensando, apenas pretendo cursar Engenharia da Computação. Para mais informações: cahcocenza@hotmail.com

14/08/2010

I'm Sorry - Capitulo 8


No Capitulo Anterior...
PDV Edward  


- Pensei que ia sair roxo daqui hoje. – Falei sarcástico.
- Emmett nunca bateria em você. – Andei até ela e não sei o porquê, mas eu queria beija - lá.
- Sei lá né. Emmett é Emmett. – Enlacei sua cintura e a puxei contra o meu corpo e colei nossos lábios. Não sei o porquê, mas eu estava gostando do beijo de Bella.
****************************************************************

Capitulo 8 – Sentimentos estranhos.

PDV Bella


Dormi super feliz... Claro né? Motivo? Hello... Estou namorando com Edward Masen Cullen... Quer mais algum?
É, acho que não precisa mais de motivos, esse motivo é o mais esclarecedor pela minha felicidade, há tempos eu não me sentia tão feliz.
Acordei super entusiasmada, procurei ficar bem bonita, primeiro dia namorando Edward, eu não poderia dar a mancada de não me igualar aquele Deus grego. Sei que não ia me igualar, mas... Também não ia passar feia.
- Olha que coisa mais linda mais cheia de graça é a bellita que vem e que passa...
- Emmett para cantor você nunca vai ter futuro maninho... – Falei rindo enquanto descia a escada e Emmett cantava.
- Eu sei que não chego aos seus pés, mas eu só queria expressar por uma musica o quanto você está linda... – Ele abriu aquele sorrisão com covinhas e me olhou. – E tudo isso é para o meu melhor amigo?
- Emmett não enche... – Falei sorrindo enquanto sentava a mesa.
- Ursinha! – Emmett gritou.
- Ursinha? – Perguntei confusa.
- Oi Ursão! – Vi Rosalie descendo as escadas com seu material de escola. – Oh, bom dia Bella... Está linda hoje. – Rose me deu um abraço e se sentou ao meu lado.
- Adivinha o que fiz para você hoje... – Emmett fez suspense.
- O quê? – Rose perguntou curiosa.
- Panquecas! – Emmett falou colocando um prato de panquecas na mesa.
- Hei isso é injusto... – Cruzei os braços. – Ontem você disse isso para mim...
- Nossa que maninha mais ciumenta... – Emmett riu. – Eu também fiz para você.
- Bom mesmo... – Rimos.
[...]
- BELLA! – Emmett gritou lá de baixo.
- Oi? – Perguntei enquanto guardava a escova de dente.
- EDWARD ESTÁ BUSINANDO AQUI! TE ESPERANDO PARA LEVA-LÁ A ESCOLA...TO INDO COM ROSE! – Oh... My... Good! Ele... ele veio me buscar? AH!
Peguei minhas coisas e sai de casa. Edward estava parado encostado em seu volvo com os braços cruzados. Fui caminhando até ele, e logo Edward abriu aquele sorriso torto que eu tanto amava.
- Bom dia Bells.
- Bom dia Ed. – Edward enlaçou minha cintura fazendo com que ficássemos mais próximo.
- Posso beijar minha namorada? – Ele me perguntou.
- Não precisa pedir! – Revirei os olhos, fiquei na ponta dos pés, joguei meus braços sobre seu pescoço e mordi seu lábio inferior.
- Hey, aonde você aprendeu esses truques? – Edward perguntou mordendo meus lábios.
- Não sei... Deve ser instinto.
- Hum... – Dessa vez Edward sugou meus lábios e invadiu minha boca com sua língua quente, seu hálito invadiu minhas narinas, ficamos naquele nosso “momento” por mais um tempo e depois fomos para a escola.
[...]
- Chegamos. – Edward falou abrindo a porta do carro para mim sair.
- BELLLAA! – Ouvi meu nome ser gritado e ao longe vi Alice correndo em minha direção.
- Cuidado ela é pequena, mas é perigosa. – Edward falou rindo.
- Oi Alice? – Perguntei quando vi ela chegar mais perto de mim.
- CUNHADA! – Ela gritou no meu ouvido enquanto me abraçava. – Vamos ensaiar hoje... – Ela falou enquanto nos separávamos do nosso abraço. – OMG, to louca para ganharmos esse concurso. – Ela quicava na minha frente.
- Alice, você nunca vai ganhar... – Edward falou rindo.
- Por quê? – Perguntamos juntas.
- Por que nós somos vamos ganhar. – Emmett, Jacob e Jasper apareceram ao lado de Edward e cruzaram os braços.
- A ursão, pode confessar... – Caah e Rose vieram para o meu lado e de Alice. – Você sabe que somos melhores... – Rose passou o braço ao redor de mim e de Alice.
- Você que sonha ursinha...
- Deixe - as Emm. – Edward falou rindo. – Quando formos declarados vencedores vamos dar autógrafos para elas. – Falou batendo no peito.
- Vamos ver então... – Falei gargalhando.
- Bells, não pense que por você ser minha irmã eu vou deixa - lá ganhar. – Emmett disse.
- Digo o mesmo. Não é porque somos namorados de vocês, vamos deixa-lás vencer. – Jacob disse Edward, Jasper e Emmett riram.
- Háháhá maninho... – Alice riu sarcástica colocando a mão na cintura. – Quem ri por ultimo ri melhor.
- Vamos ver então. – Jasper se pronunciou. – Os Bad Boys vão detonar as...? – Ele perguntou.
- As...? – Alice perguntou para mim.
- As...? – Eu perguntei para Rose.
- As...? – Rose perguntou pra caah.
- As PORRA!
- NÃO! – Gritamos eu, Alice e Rose Juntas.
- Elas nem tem nome para a banda delas... – Emmett colocou a mão na barriga e a outra apontou para nos, rindo.
- Não temos ainda... Mas vamos ter. – Caah falou. – E não vamos copiar nome de outras banda como vocês fizeram... – Rimos da cara dos meninos.
- É! Vamos ser originais! – Apoiei Caah.
- Veremos... – Ed falou se aproximando de mim, me abraçando. – Mas podemos deixar essa rivalidade para os palcos... – Ele sorriu e me deu um selinho.
- Concordo... – Falei retribuindo o selinho que acabou virando um beijo.
- Ei o sinal tocou... – Emmett falou enfiando o dedo no meio das nossas bocas.
- Éca Emmett... Que nojo! – Falei cuspindo no chão.
- Você tem nojo do meu dedo? – Ele perguntou incrédulo. – Nojenta é a língua do Edward dentro da sua boca... – Ele fez cara de nojo.
- Ok, vamos para aula... – Edward entrelaçou suas mãos com a minha e foi me puxando para dentro da escola.
No corredor todos nos encaravam e cochichavam para o fulano do lado.
- Somos o centro das atenções... - Edward sussurrou sorrindo.
- O centro das fofocas... – Corrigi.
- Ah nem é tão ruim, é só não ligar para eles. Estamos juntos e é isso o que importa.
- Nossa você está tão diferente... – Confessei a ele.
- Você me mudou. – Ele falou parando enfrente a minha sala. – Bom... Está entregue sã e saúva.
- É. – Falei rindo.
- Bom vou indo... – Edward se aproximou de mim. – Nos vemos no refeitório.
- Está bem. – Falei dando um beijo nele.
- Hello... – Olhei para trás e vi Caah. Essa aula eu ia ter com ela... É aula de Trigonometria. – Vão ficar ai na promiscuidade? – Ela perguntou, e eu ri.
- Melhor ficar na promiscuidade do que ter aula com a Sra. Chucky. – Edward falou quando viu a professora se aproximando.
- Deixa ela comigo... – Caah falou. – Hoje eu me vingo... – Ela deu aquele sorriso medonho.
- Eu tenho medo de você. – Falei rindo.
- Até depois amor. – Edward me deu mais um beijo e olhou para a Caah para mim e depois para a professora. – Quem sabe não nos vemos na diretoria... – Eu ri. Edward se foi.
- Bells, vem vamos entrar, tenho que te contar uma coisa... – Camila me puxou para dentro da sala.
- O que você tem para me contar? – Perguntei curiosa.
- Topa tirar essa professora da escola? – Ela me perguntou.
- C-como assim? – Até gaguejei. Cara juro... Eu nunca queria ser inimiga dela, por sorte sou amiga.
- Vamos fazer uma rebelião, tacar fogo nas carteiras, pichar a escola e destruir tudo... – Ela falou séria numerando nos dedos da mão.
- OMG! Caah você não acha que isso é... – Fiquei desesperada.
- Exagero? Não! – Ela começou a gargalhar. – É mentira Bells, eu estava só pensando em fazer um protesto... - Ela abriu o livro – Ninguém gosta dela mesmo. – Deu de ombros.
- E o que você tem em mente? – Perguntei curiosa.
- Podíamos fazer um abaixo assinado! – Ela sorriu, tirou um caderno de dentro da bolsa e me mostrou a capa.
- FORA CHUCK NORRYS? – Perguntei lendo a capa, que tinha fotos da professora rabiscada com uns bigodes e sangue saindo dos olhos.
- Exato! – Ela falou assinando o caderno. – Você topa assinar? – Ela perguntou.
- Topo! Topo, porque não? Vamo cai pra dentro! – Falei fazendo caah rir. Assinei meu atestado de reprovação em Trigonometria, se o plano da caah não der certo, certamente a professora vai reprovar todos.
- Ei Mike. – Caah virou para trás e cutucou Mike.
- Oi? – Ele perguntou sorrindo.
- Vamo dar o pé na bunda dessa chata? – Caah apontou para a professora que estava sentada em sua mesa revisando umas provas.
- Claro! Porque não vamo cai pra dentro! – Ele falou a mesma coisa que eu e assinou. Caah pegou o caderno e cutucou o Eric, que se sentava a nossa frente.
- Oi? – Ele virou nos olhando.
- Eric você quer...
- Claro que quero! – Ele falou
- Mas... – Caah olhou para mim e voltou a olhar para Eric. – Como você sabia o que eu queria?
- Eu sou os olhos e os ouvidos dessa escola.
- Atá, então assina aqui – Caah deu o caderno para ele e ele me olhou.
- Quer ir à praia com a galera Bella?
- Que praia? – Perguntei confusa... Aqui em forks não tem praia! [N/A: Na minha forks não tem praia ta galera?]
- La Push baby. – Ele falou sorrindo
- Heim? – Eu e caah perguntamos confusas.
- Oopss... Desculpa... – Ele sorriu sem graça. – Historia errada... – Se virou para frente.
- Menino estranho... – Caah falou. – MEDO!
- Eu tenho medo de vocês dois. – sussurrei baixinho só para mim.
- Heim? – Ela me perguntou confusa.
- Nada... – Falei sorrindo. – Ai que tal passar o caderno para o Emmett? – Ele vai conseguir muitas assinaturas. – Mudei o assunto.
- Boa idéia. – Caah sorriu.
- Mas temos um problema... – Falei vendo o sorriso dela desaparecer.
- Qual? – Perguntou.
- O problema é como você vai sair da sala para levar o caderno a ele...
- Ah isso é tranqüilo. – Ela ficou de pé e se jogou sobre as carteiras.
- AI! AI! AI! PORQUE VOCÊ FEZ ISSO BELLA? – Ela perguntou piscando para mim.
- POR QUE SIM! – Gritei ficando de pé. Eu tinha vontade de rir, mas se eu risse ia estragar todo o nosso teatro.
- ONDE VOCÊS DUAS PENSA QUE ESTÃO? – A professora berrou ficando de pé.
- ACHO QUE TO NO PUTERO JÁ QUE TO VENDO VOCÊ AQUI! – OMG! Agora a Caah pegou pesado.
- Detenção.Agora.Vocês.Duas. - A professora sibilou palavra por palavra.
- PARA DE SIBILAR! EU NÃO SOU NENHUMA DEBIMENTAL! - Caah berrou. Epá acho que isso não faz parte do nosso teatro.
- VOCÊ DIZ QUE NÃO É MAIS AGE COMO UMA! - Ih isso não vai acabar em boa coisa...
- SÓ SERIA UMA DEBI METAL SE EU TIVESSE O SOBRENOME NORRIS.
- EI PAROU! VOCÊS ESTÃO PARECENDO DUAS CRIANÇAS. - Entrei no meio da discussão
- CALA A BOCA. - As duas gritaram juntas. Tremi.
- NÃO VOU DEIXAR ENTRAR NA DELA CAAH, CONCERTEZA ELA TÁ FAZENDO ISSO PARA VOCÊ SER EXPULSA! – Gritei pegando no braço da loira encapetada que bufava para a professora e sai arrastando ela pela porta a fora.
- Me solta Bella. – Ela pediu mais calma.
- Caah o demo baixo em você? – Perguntei soltando-a.
- Não, eu só interpretei. – Ela sorriu. – Sempre quis ser atriz sabe... Quando eu tinha seis anos minha mãe me colocou em aula de teatro.
- Nossa não sabia disso, e ai fez muito teatros? – Perguntei me interresando por essa nova historia dela. 
- Não... – Ela fez bico.
- Por quê? – Perguntei enquanto ainda caminhávamos para a detenção.
- Eu chutei a canela da professora e joguei um balde de estrume nela... – Ela deu de ombros girando o caderno que iria arrecadar assinaturas.
- Por que você fez isso? – Perguntei incrédula.
- Ah, por vários motivos. – Ela abriu a mão e começou a contar. – Primeiro. Ela me chamou de concenza. Segundo. Ela disse que eu não tinha jeito nenhum para cursar teatro. Quarto. Por que... – Ela coçou a cabeça e sorriu.
- Por quê? – Perguntei.
- Ah, eu estava nervosa por ela ter me dado o papel de arvore, então joguei pó de mico no figurino de todos. – Ela ria, e eu também ri.
- Medo de você... – Falei.
- Não Bells, não precisa ter medo de mim, eu nunca faria nada contra você. – Ela me abraçou por cima do pescoço. – Bom, vamos entrar no inferno. – Ela abriu a porta e entramos na detenção.
- Bom dia hermanas. – Emmett gritou assim que viu a gente entrar.
- Nossa já está virando rotina vocês virem para cá? – Edward perguntou.
- É, Acho que sim... – Falei me sentando ao lado dele. – Pra quem nunca veio á direção nos anos interiores, e em uma semana vem pela segunda vez... – Falei cruzando os braços.
- Mas isso valeu à pena... – Caah falou abrindo o caderno. – Emmett arrecada assinaturas para tirarmos a professora Norris da escola. – Ela entregou o caderno a ele.
- Opa claro. – Emmett pegou o caderno e tirou uma caneta de dentro do boné. – Me deixa dar meu autografo aqui. – Falou assinando.
- Eu ganho um beijinho se assinar? – Edward me perguntou puxando o caderno da mão do Emmett.
- Não precisa fazer chantagem Ed. – Beijei seus lábios – Eu te beijo sem suborno. – Falei mordendo os lábios dele.
- Bom saber. – Ele sorriu e assinou o caderno.
- Da aqui Ed, vou levar para aquela menina ali. – Emmett apontou para uma menina de cabelos preto óculos, sentada no canto da sala batendo na cabeça na parede.
- Quem é ela? – Edward perguntou, nem eu sabia quem era aquela menina, só sabia que eu tinha medo dela.
- Eu conheço. – Caah abriu um sorrisão e assoviou imediatamente a menina olhou para ela e sorriu. – Brenda chega ai... – Caah a chamou, a menina se levantou. Ela usava um Allstar branco, short jeans e camiseta da escola, até que ela era bonitinha...
- Oi Caah! – Ela se aproximou dando um abraço na caah e a levantando no ar.
- Porra Brenda, me solta. – Caah resmungou empurrando a menina.
- Oi. – Ela falou sem graça para a gente.
- Gente essa é minha prima. - Apontou para a menina que me lembrava um pouco uns emos que já vi. - Brenda Maria da Silva Cocenza... – caah coçou a cabeça confusa. – É, acho que é isso o nome dela.
- Oi prazer. – A cumprimentamos.
- Eai povão, tudo na paz? – Medo dela...
- Então Brenda, é o seguinte, assina ai para tirarmos a Sra. Chucky Norris da escola.
- Demoro! Aquela veia da porra que fica falando meu sobrenome errado. – Vi a tal Brenda fechando a mão em punho.
- É, ela mesma. – Confirmamos.
- Eu assino sim da ai. – A menina era canhota, pegou e assinou o nome lá.
- Valeu chechelenta. – Caah falou dando um abraço na prima. – Porra porque estou abraçando você? – Caah perguntou empurrando a prima para longe – Merda, você já gostou do mesmo menino que eu gostava.
- Heim? – Olhamos para trás e vimos Jacob na porta.
- A Caah esquece, isso é passado... – A prima dela ficou de pé e se ajeitou.
- É, é passado, agora to com meu chocolatinho... – Caah falou correndo para os braços de Jacob.
- OMG. Sua traidora... – Brenda falou se jogando no chão como se estivesse chorando.
- Por quê? – Caah perguntou confusa.
- Você sempre soube que eu amo ele... – Apontou para o jake.
- É mais eu catei primeiro. – Caah puxou jake para um beijo.
- Nunca mais vou deixar você ir nadar lá em casa. – Brenda bateu o pé no chão. Emmett e Edward pareciam se divertir com a briga entre família.
- Ah, ah, e mais um ah – Caah fez cara de drama. - Quem precisa daquela sua piscina? Prefiro nadar na valeta! – Caah falou gargalhando. [N/A: MENTIRINHA TA BRENDA! QUANDO EU FOR PRA LORENA VOU AI NADAR NA SUA CASA :D] Caah bateu a mão na testa e bufou.
- Foi mal bê, esqueci que sua casa é na valeta. HAHAHAHAHA. – Acho que a tal Brenda ficou magoada, pois saiu correndo pela porta.
- Amor, você é muito mal... – Jacob falou agarrando Caah pela cintura.
- É eu sei... – Ela o enlaçou pela cintura e riu.
- Mas, vamos voltar ao assunto. – Emmett falou ficando de pé. – Vou arrecadar assinaturas pacas. – Meu irmão se empolgou. – Caah no estacionamento eu devolvo seu caderno.
- Esta bem. – Ela concordou.
Ficamos duas aulas ali na detenção – conversando – e quando deu sinal para o intervalo, Jacob, Caah, Emmett, Edward e eu saímos da detenção e demos de cara com a prima da Camila.
- Ei caah foi mal, você sabe que eu sempre tive inveja de você... – então parecia um filme, Caah soltou jake e foi abraçar sua prima.

[...]

Estávamos Eu, Edward, Caah, Jacob, Rosalie, Alice e Jasper no estacionamento.
- Aonde seu irmão se enfiou Bells? – Rose perguntava, dei de ombros.
- Olha eu aqui! – Emmett apareceu segurando dois cadernos na mão.
- Conseguiu dois cadernos de assinaturas? – Caah perguntou se empolgado e indo até Emmett.
- Não. Só um. O outro é meu caderno de perguntas e respostas. – Ele sorriu, todos ficaram surpresos, até eu, nem eu sabia que ele tinha esse caderno.
- Quantas assinaturas você pegou? – Edward perguntou.
- O caderno todo.
- Yes! Perfeito! – Caah comemorou.
- Bella podemos ensaiar na sua casa hoje então? – Alice me perguntou.
- Claro. – Falei sorrindo e me virei para Edward. – Você vai ficar lá em casa hoje? – Perguntei.
- Só um pouco, depois tenho que resolver uns assuntos em Port. Angeles. – Ed respondeu me dando um selinho.
- Então vamos, tenho que passar em casa e pegar minha guitarra! – Caah se empolgou.
- Eu e Rose temos que pegar nossos instrumentos também... – Alice falou.
- Rose, você pode usar minha bateria, ela fica lá na garagem. – Emm disse dando de ombros.
- Obrigada Ursão! – Rose se jogou nos braços do meu irmão, que sorria feito bobo.

[...]

- É to vendo que Bella conseguiu prender o Ed. – Rose falou enquanto se posicionava enfrente a bateria. Estávamos na garagem da minha casa, Edward, Jasper, Emmett e Jacob tinham ido ao treino de futebol, infelizmente depois do treino Edward não ia voltar, ele disse que tinha uns assuntos para resolver em Port Angeles.
- Não sei, é tudo muito estranho... Edward mudou tão rápido. – Falei conectando o cabo na minha guitarra.
- Cunhadinha... – Alice colocou a mão no meu ombro. – Ele gosta de você, da pra perceber quando vocês se olham...
- E vocês formam um casal tão cuti-cuti. – Caah falou fazendo um solo com a guitarra.
- Então... – Tentei mudar de assunto. – Que tipo de musica vocês tocam? – Perguntei.
- Ah tanto faz, eu prefiro Rock. – Alice disse.
- Eu também – Rose e Caah falaram juntas.
- Que tal tocarmos uns rock variados? – dei a opinião.
- Como assim? – Caah perguntou.
- Ah tipo, poderíamos tocar, Avril Lavigne, Fake Number, Paramore... Variadas sabe...
- Adorei a idéia. – Alice foi saltitante até seu teclado.
- Olha tem as composições da Bella, que também são Ótimas.
- Cala a boca Caah. Elas são péssimas. – Falei dando um beliscão na caah.
- Depois queremos ver Bells, vamos tocar paramore. – Rose falou
- “Crush Crush Crush?” – Caah Perguntou, eu sei que essa era a banda preferida dela, e precisava de uma segunda voz, que seria obviamente dela.
- Pode ser!

          [Paramore – Crush Crush Crush]

- Cara ficou P. E. R. F. E. C. T! - Alice começou a quicar.
- Vamos arrebentar nesse show! – Rose jogou os braços pro ar.
- É isso ai! – Incentivei.


               PDV Edward.


Depois de deixar Bella em casa fui para meu treino junto com meus amigos.

[...]

     Cheguei a minha casa, tomei meu banho e quando olhei para o relógio já eram 18:30, troquei de roupa, me perfumei e peguei as chaves do meu volvo.
- Vai sair filho? – Minha mãe me perguntou.
- Vou sim dona Esme. – Respondi dando um beijo em sua testa.
- Volta cedo?
- Não sei mãe.
- Juízo meu filho... – Como sempre dona Esme se preocupa comigo, e eu adorava essa maternidade toda dela.
- Pode deixar, eu não contei a senhora?
- O que?
- Agora sou um cara comprometido! – Falei sorrindo.
- E quem é a sortuda? – Vi o sorriso da minha mãe se ampliando.
- Isabella Marie Swan, a irmã do Emmett.
- Oh, Bella é uma menina muito linda, fico feliz por vocês...

Depois de todo aquele blábláblá, entrei no meu volvo, girei a chave e pisei no acelerador, rumo à diversão, ou seja... Dar uns pegas em Victoria e tirar o atraso.
[...]

- Oi Ed! – Victoria se jogou em meus braços assim que abriu a porta e me viu.
- Oi Vick, tudo bem? – Perguntei dando um beijo em seu rosto. Cara já falei que ela está gostosa? É ela está super gostosa.
- Melhor agora com você aqui gatinho... – Ela jogou os braços por cima do meu pescoço e nossas bocas ficaram perigosamente perto. – Quer entrar? Meus pais estão viajando então... – Ela mordeu meus lábios. –... Estou sozinha em casa.
Não pensei duas vezes, passei os braços por sua cintura e a levantei, Victoria cruzou suas pernas no meu corpo, entrei em sua casa e fechei a porta. Fui caminhando até o sofá e a deitei, me deitando logo depois por cima de seu corpo e a beijando. Seu beijo era gostoso, me causava um leve arrepio, mas nada comparado com o beijo de Bella... MERDA! PORQUE EU TO LEMBRANDO DELA?
Balancei a cabeça expulsando aqueles pensamentos e continuei o amasso com Victoria, ela era linda de corpo e de rosto também. Só que ao olhar em seus olhos... Aqueles olhos castanhos me lembraram os olhos cor de chocolate de Bella. Balancei a cabeça para esvair a imagem de Bella em minha mente, mas não obtive muitos sucessos.

PUTA QUE PARIU! SERÁ QUE EU NÃO VOU ESQUECÊ-LA?

Voltei a fazer o que eu fazia de melhor. Subimos para o seu quarto.
Victoria aproximou-se e tocou meu rosto. Agarrei-a pela cintura e lhe joguei na cama. Para que deveríamos fazer joguinhos de sedução? Nós dois éramos adultos e queríamos apenas sexo. Com o meu corpo em cima do dela, e a beijei. Os lábios dela eram macios e carnudos, mas, o beijo não foi explosivo como eu imaginei que seria naquele momento.
A garota puxou minha camiseta e cedi a sua vontade. Victoria estava ofegando, quando cravou as unhas nas minhas costas. A beijei com fúria, porém, sem desejo. Eu comecei a comparar o beijo de Bella com o de Victoria. Forcei-me a entrar no clima, rasgando-lhe o vestido. Seu corpo estava ainda mais bonito do que eu me lembrava. Eu não estava queimando de desejo, apenas, um pouquinho empolgado. Bem, empolgado o suficiente para dar a ela o que ela queria. A questão era eu queria? Eu quis desde sempre, mas porque eu não estava feliz agora? O que estava acontecendo comigo?
Nós rolamos na cama e Vicky ficou por cima de mim. Ela sorria e eu fingi empolgação, quando ela enfiou a mão dentro da minha calça...

[...]

- Me desculpa Vicky, não o que ouve comigo... – Falei envergonhado. Porra Porque eu tinha que brochar naquela hora?
- Ah Ed, isso acontece, volta aqui outro dia, quando estiver mais...
- Animado! – Completei.
- Isso gatinho...
- Tchau. - Entrei no meu volvo e dirigi de volta para Forks, ainda eram 21:24 e eu estava - por algum motivo que desconheço - louco para ver Bella. Passei na frente da casa dela e as luses ainda estavam acesas.

     "NÃO VOLTA, NÃO VOLTA! VOCÊ NÃO PRECISA DELA!ISSO É SÓ....SÓ ALGO QUE VOCÊ NÃO CONHECE! PRONTO. EU NÃO PRECISO VE-LÁ, POSSO AGUENTAR ATÉ AMANHÃ!" Eu gritava mentalmente para mim mesmo, mas como eu sempre sou teimoso virei meu carro e voltei para casa de Bella. Estacionei um pouco distante, não queria acorda-lá com o som do meu carro, caso ela estivesse dormindo.
     Corri até a frente de sua casa e vi que Bella ainda estava acordada, a luz do seu quarto estava acessa.
- Vamos fazer uma surpresinha para ela - Falei para mim mesmo enquanto subia pela grade laderal da casa, que dava ao segundo andar, consequentimente do lado da janela dela. Quando cheguei lá em cima quase cai com a visão que tive. Pisquei varias vezes para ver se aquilo não era uma visão, mas realmente não era. Bella estava trocando de roupa, de costas para a janela, me apoiei melhor para observar. Ela tirou a camiseta lentamente, e aquilo me fez babar, literalmente, por de baixo de sua camiseta ela usava um sutiãn vermelho, pelo espelho vi seu busto, e que busto! Bells tirou a calça jeans e sua peça intima parecia conjunto do sutiãn. Deus! de onde ela tirou aquelas pernas? E aquela coxa? OMG! Senti meus olhos arregalarem cada vez mais, passei a mão na boca para tirar a boba que já escorria. Bella colocou seu pijama, e quando eu ia me ajeitar na janela...

                    PDV Bella

Escutei um barulho vindo do quintal, corri para a janela e vi Edward caido no chão.
- Edward o que está fazendo ai? - Perguntei ainda na janela.
- Só estou conferindo se a grama é macia mesmo. - Eu ri, Edward se levantou passando a mão na bunda e resmungando.
- Para de rir. - Ele pediu me olhando e cruzando os braços no peito.
- Ta bom. - Mordi os labios tentando segurar a risada mas foi impossivel. - Desculpa ed.
- Não vai nem descer aqui com o pretesto de ver como eu estou?
- Estou indo. - Peguei um casaco e desci as escadas, encontrei Emmett com um taco de Baseball na mão, e Rosalie ao seu lado.
- Vai jogar Baseball essas horas? - Perguntei vendo meu irmão com o taco sobre o ombro, ele se virou assustado.
- Acho que tem um ladrão lá do lado de fora. - Ele estreitou os olhos. - Eu escutei um barulho.
- É, tem gente lá fora. - Falei passando por ele. - Mas não é um ladrão. - Ri mais ainda, Edward ladrão? Acho que isso não combina com ele.
- Bella cuidado, pode ser perigoso. - Emmett me alertou, revirei os olhos e abri a porta, lá estava Edward com os braços apoiado no batente da porta.
- Oi. - Falei mordendo os labios.
- Oi. - Ele riu. Eu ri mais ainda lembrando da cena que vi a minutos atras pela minha janela.
- O que faz aqui? Pensei que não viria mais hoje. - Falei depois que paramos de rir.
- É, mas...eu estava com saudades. - Edward se aproximou de mim e me puxou pela cintura.
- Saudades é ? - Perguntei jogando meus braços por cima de seu pescoço.
- Muita. - Ele me deu um selinho. - Muita... - Mais um selinho. - Muita... - Eu ri.
- Eu também... - Encarei seus olhos e beijei seus labios, abri a boca para a lingua de Edward que pedia passagem, e como sempre, aquele mesmo choque percorreu meu corpo, seu beijo era um pouco urgente, mas mesmo assim era algo inacreditavel, Edward beijava muito bem, e eu está completamente e enlouquecidamente apaixonada por Edward Masen Cullen, mas como tudo que é bom dura pouco...
- BELLA SE ESTIVER MORTA RESPONDE! TEM ALGUM LADRÃO AI? - Emmett perguntava la de dentro, perdi completamente a concentração e ri.
- SIM, TEM UM LADRÃO ME ROUBANDO UNS BEIJOS. - Respondi para Emmett.
- Ei, foi você quem me beijou! - Edward apertou minha barriga fazendo cocegas. Emmett apareceu na porta ainda com o taco de Baseball.
- Emm, vai jogar Baseball? - Edward perguntou.
- Não, ele ouviu um barulho que supostamente seria um ladrão e pegou isso para bater nele, você deu sorte de eu ter descido, se não você ia apanhar do Emmett. - Eu ri vendo a expressão de Edward, seus olhos arregalaram e eu senti seus braços tremer.
- Eu estava certo. É um ladrão... - Emmett falou rindo. -...um ladrão de irmãs.
- Oi Edward. - Rose apareceu atras de Emmet.
- Oi Rose. - Edward me soltou e deu um abraço em sua quase prima., é uma longa historia, o padrasto de Rose e Jasper é irmão de Carlisle, então tecnicamente eles não são primos, principalmente alice que namora jasper, mas é tudo bem complicado...só louco entende.
- Vamos entrar, acabamos de pedir uma Pizza - Emm convidou Edward, puxei ele para dentro.
- Emm, chama a gente quando a pizza chegar! - Puxei Edward por escada a cima.
- Para onde estão indo? - Meu irmão perguntou.
- Meu quarto. - Falei me virando para olhar ele, que estava no primeiro degrau.
- Ursão deixe sua irmã, ela precisa de privacidade. - Como eu amo essa minha cunhada, Emmett bufou revirando os olhos, Ed riu.
- Emmett, não vou fazer nada com sua irmã, eu respeito você e ela.
- Ok, na hora que a pizza chegar eu chamo vocês.- Ri do ciumes do meu maninho e puxei Edward.
- Isabella Marie Swan, qual sua intenção em me trazer para o seu quarto?
- Privacidade para mim e meu lindo namorado.- Fechei a porta e soltei Edward.
- A cada dia você me surpreende mais. - Ed falou rindo.
- Eu me surpreendo comigo mesmo á cada dia. - Me sentei na cama e Edward veio se sentar ao meu lado.
- E ai já descolaram um nome para a suas banda? - Ed me perguntou enquanto olhava fixamente os meus labios.
- Ainda não, mas logo pensaremos em um. - Sorri. Hoje eu e as meninas tinhamos tentado uns nomes mas nenhum ficou legal então combinamos de fazer um sorteio amanhã, cada uma escrevia um nome em um papel, e o que fosse sorteado seria o nome da banda.
- Tá afim de ir almoçar lá em casa amanhã? Contei de você para minha mãe e ela ficou feliz.
- E-eu ? Almoçar? Sua casa. - Perguntei pausadamente.
- É Bells, não precisa ter vergonha, minha mãe gosta de você! - Edward tentava me convencer. É eu conhecia Esme, ela era uma mulher incrivel, sempre via ela pela cidade, mas nunca fui a casa dela, e principalmente namorando o filho dela.
- Tudo bem. Se você quer. - Dei de ombros.
- É eu quero. - Ele riu e me beijou.
- Mas sera que ela vai aprovar? Eu e você?. - Perguntei quando separamos nossos labios.
- Claro que vai, dona Esme é jente boa. - Ele falou me puxando para mais um beijo. Edward deitou em minha cama e eu me deitei ao seu lado, ficamos olhando um para o outro enquanto edward brincava com a mexa do meu cabelo.

                    PDV Edward

EU PRECISO URGENTEMENTE DE UM PSICOLOGO! PORRA O QUE ESTÁ HAVENDO COMIGO?
Eu simplismente não conseguia parar de olhar os olhos de bella, era como um imã, ela me atraia, isso tudo era muito confuso, eu sentia algo por bella, algo que não conseguia explicar, algo que me deixava com saudade, algo que fazia meu coração desparar quando ela sorria, quando ela falava, quando ela me tocava, tudo era convidativo para mim, era tão confortavel estar ao lado dela.
Estavamos deitados na cama dela, eu mexia em seu cabelo e a olhava fixamente. Bella mordia os labios inferiores e brincava com minha outra mão.
- Sabia que eu gosto muito de você? - Ela perguntou largando minha mão e acariciando meu rosto.
- Claro! Quem não gosta de mim? - Perguntei rindo, bella revirou os olhos e cerrou os labios tentando prender a risada. - Brincadeira, saber eu não sabia, mas é bom ouvir isso. - Falei jogando sua franja por cima de sua orelha. - Eu também gosto de você... - Saiu sem pensar, juro, foi algo que não raciocinei, minha boca simplismente se abriu e soltou isso, mas eu sentia que no fundo era um pouco de verdade, fazia dois dias que eu estava com Bella e ela já tinha feito isso comigo... Era algo inexplicavel, algo que não da pra entender ou explicar. Só sei que eu precisa dela. Ironico né? Para um cara que quase transou com outra mulher a horas atras. Mas deve ser por isso que não consegui consumar o ato com Victoria, minha meu corpo queria, mas meu coração e conciência não me deixou fazer aquilo.
- Obrigado... - Bella sussurrou com um lindo sorriso brotando em seu delicado rosto.
- Pelo que exatamente?
- Sei lá... Por me fazer feliz, por estar comigo. - Ela falou levantando a mão e acariciando meu rosto. - Não sei exatamente o porque, mas sei que você é a melhor coisa que poderia ter me acontecido. - Fechei os olhos ao sentir a mão de Bella acariciando meus labios, meu corpo se arrepiou com o contato de sua pele.

                    PDV Bella
- Edward? Tudo bem? - Perguntei quando vi que ele estava com os olhos fechados. Edward abriu os olhos e seus olhos tinham um brilho diferente.
- Melhor do que nunca. - Ele sorriu torto, aquele sorriso que me deixava sem ar, sem chão. - Você também é importante para mim Bella, sei que deve ser estranho ouvir eu falar isso, alias, fazem menos de dois dias que estamos juntos, mas... - Seus olhos fixaram-se nos meus. - Você me fez mudar. Enchergar o meu outro lado, o Edward que nem eu mesmo conhecia, o Edward que está disposto a mudar, amar, ser de uma só. - Eu quase sai da cama e fui gritar na rua de tão feliz que eu estava, era incrivel ver Edward Masen Cullen falando isso para mim, eu simplesmente não conseguia acreditar, sei que é verdade, sim, é verdade, eu vejo isso nos olhos dele, mas é uma coisa tão surreal que é quase impossivel de se acreditar.
- Lindo... - Sussurrei roçando meus labios nos dele e os mordiscando lentamente. Edward suspirou e aprofundou o beijo, invadindo minha boca com sua lingua quente e macia, travando uma batalha contra a minha lingua, onde as duas ganhavam. O momento estava tão especial que eu até estranhei.
- O Emmett não nos atrapalhou ainda. - Edward falou. Ele deve ter percebido o mesmo que eu.
- Estranho... - Falei rindo. - Mas isso é bom, pelo menos podemos namorar mais um pouquinho... - Agarrei os cabelos de Edward e colei nossas bocas novamente.
- O POMBILHOS! A PIZZA CHEGOU. - O Grito veio do andar de baixo.
- É, comemoramos muito cedo. - Edward sussurrou se divertindo.
- Aham. Vamos descer antes que o Emm venha nos buscar aqui.

[...]

- Até amanhã princesa. - Eu estava entre as pernas de Edward, estavamos encostados no volvo abraçadinhos.
- Até amanhã. - Dei um beijo no canto da sua boca e o abracei pelo pescoço, pousei minha cabeça em seu ombro, suspirei seu perfume e dei um beijo no seu pescoço. Ele arrepiou e eu ri.
- Não faz isso não Bells... - Ele falou com expressão de dor, e eu ri mais ainda.
- Porque?.
- Porque eu posso perder o controle - Mordiscou minha orelha. -...e você ainda não está pronta.
- Tem razão. - Falei meia envergonhada. Eu ainda não estava pronta, e por sorte Edward sabia.
- Bom, vou indo, está tarde e minha mãe deve estar pensando que sofri um acidente ou fui sequestrado. - Edward gargalhou.
- Boa noite, amor. - Falei dando mais um beijo em Edward e me separando dele - com muito esforço -.
- Venho te pegar amanhã, então vamos para a escola juntos, depois te trago você se troca e vamos para minha casa, vai estar todo mundo lá.
- Todo mundo quem Edward?
- Alice, Jasper, Emmett, Rosalie, os pais de Rosalie e jasper.
- Está bem... - Murmurrei vencida. Claro que eu estava morta de vergonha.
- Beijos. - Ele me deu um selinho.
- Beijos. - retribui o beijo. - Estamos parecendo dois adolecentes bobos, apaixonados. - Falei gargalhando.
- E não é isso?
- É! - Nos beijamos mais uma vez, e Edward entrou em seu carro e foi embora, entrei em casa e fui para o meu quarto, tirei a roupa que tinha colocado para sair lá fora e puis meu pijama novamente. Deitei na cama e fiquei pensando no meu princepe do volvo prata...

                    PDV Edward

Sai da casa de Bella sorrindo, não me perguntem o porque ok? Só estava feliz!
Liguei o radio e comecei a cantar junto com a musica.

          [Diwali - Me pego pensando]

" As vezes me pego pensando, de onde que vem tanto encanto, seus olhos castanhos tão lindo, que brilham quando você dá aquele sorriso, quando vi você não acreditei, me arrepiei menina me apaixonei...E o que fazer se eu já amo você?..."

- PORRA! QUE MERDA EU TO CANTANDO? - Gargalhei comigo mesmo, Alice que escuta essa banda de tanto que ela ouve eu até decorei. Mudei de estação e ai sim estava tocando uma musica que eu curtia.

          [Hori - quem eu sou ]

"... Agora eu te quero, depois eu já não sei mas quando estamos juntos nada importa aqui, será que eu tenho sorte? Será que é ilusão de ver que a minha historia foje dessa confusão. Eu vou pular mais alto, aonde eu possa ver, além do olhar que me deixou aqui. São tantos desencontros, são tantas linhas tortas, formando a identidade que eu sempre sonhei pra mim. Se é pra eu tentar ser alguém bem melhor, deixa eu tentar ser quem eu sou, ganhar ou perder tanto faz não importa, eu quero é mais ser quem eu sou."

A musica acabou quando estacionei meu bebê na garagem. Entrei em casa cantando outra que veio na minha cabeça.

- I'm Yours... Well you done done me and you bet I felt it I tried to be chill but you were so hot that I melted I fell right through the cracks and I'm trying to get back Before the cool done run out I'll be giving it my bestest Nothin's gonna stop me but divine intervention I reckon it`s again my turn to win some or learn some...

[TRADUÇÃO: Eu sou Seu...Bem, você fez bonito comigo e pode apostar que eu senti eu tentei ficar frio mas você foi tão quente que me derreteu eu caí direitinho mas estou tentando voltar Antes que o frio passe, eu darei o melhor que posso nada me deterá a não ser a intervenção divina acho que é a minha vez novamente de ganhar ou aprender alguma coisa...]

- OMG! NÃO ACREDITO QUE O EDWARD TÁ CANTANDO I'm Yours do Jason Mraz. - Alice gritou espantada, meus pais estavam boquiabertos e eu só sorri, andei até o sofá e me joguei ao lado da minha irmã.
- To cantando sim! Que que tem? - Dei de ombros.
- Esses dias eu estava ouvindo essa musica e você disse que era de Gay! - Meu pai falou rindo.
- Eu só estava zoando com o senhor pai, essa musica é...LINDA! - Abracei a minha irmã-dwarf.
- Filho você bebeu? - Minha mãe se levantou do sofá caminhou até mim e cheirou minha boca. - Cheiro de nada, mas... sua boca ta suja de batom - Vi uma ruga aparecer no rosto dela e Alice pular do sofá com as mãos na cintura, revirei os olhos.
- EDWARD, EU NÃO ACREDITO NISSO!VOCÊ TRAIU A BELLA?
- PODE CRER! - Falei sem pensar, Arregalei os olhos e fiquei de pé, vi que falei merda. - NÃO ALICE! EU ESTAVÁ NA CASA DELA! - Me joguei denovo no sofá e sorri para mim mesmo.
- Filho você está parecendo um Adolecente...
- APAIXONADO ! - Alice interrompeu meu pai, gritando e balançando as mãos no alto, revirei os olhos e bufei.
- EU NÃO ESTOU!
- ESTÁ SIM, ESTÁ SIM ! - Cantarolou a infeliz.
- EU.NÃO.ESTOU! - Sibilei tentando fazer com que alice entendesse, será que ela compreendia nossa lingua?
- OMG! Eu tenho que postar isso no meu Blog, twitter, fromspring, Orkut, Msn, MySpace, FaceBook...
- Para com isso alice... - Tapei a boca dela com minha mão. - Eu não estou apaixonado... - destampei a boca dela. - Só estou feliz!
- Ok Ed, vamos fingir que acreditamos. - A minha mini irmã deu de ombros e se sentou no sofá.
- Bella aceitou vir aqui amanhã? - Minha mãe me perguntou.
- Sim, ela vem! - Falei sorrindo. De novo? Porque será que minha boca estava sorrindo sem minha permissão?
- Own. Amanhã vai ser expetacular, tenho que ir me arrumar! - Alice deu um pulo do sofá.
- Alice, o almoço é só amanhã... - gesticulei com a mão tentando achar uma maneira de falar que...que era muito cedo.
- Exatamente, tenho que por mascaras, fazer uma hidratação rapida e arrumar minha roupa...Boa noite - Ela saiu correndo feito doida escada acima.
- Mãe tem certeza que ela é minha irmã? Você não adotou ela? Ou sem querer ela foi trocada no hospital...
- Edward! - Minhã mãe me repreendeu rindo. - Alice é sua irmã sim, mas as vezes até eu e seu pai duvidamos disso.

[...]

Fui para o meu quarto já era tarde, tirei a camiseta e me joguei na cama. Parecia que tinha um monte de borboletas em meu estomago, fiquei me revirando na cama durante um tempo até que olhei para o meu celular e ele olhou para mim, e nós nos olhamos. Me sentei em minha cama e comecei a procurar o nome de Bella em minha agenda.
- Achei. - apertei o botão e fui em "Nova Mensagem"




                          De: Edward
                     Para: Princesa Isabella.
     
      "Amor não consigo dormir! Você não sai da minha cabeça...Vem me livrar dessa escravidão. hahaha entendeu? Princesa Isabel"


                         XxX     


Eu ri da piada que fiz e apertei "enviar"

                         XxX


                          De: Bella
                     Para: Principe Edward.
     
     
      "Amor não consigo dormir! Você não sai da minha cabeça²...Meu principe Vem me livrar dessa torre em que estou aprisionada. ;)
     Ps: NÃO É ISABELLA! É BELLA! ;@

                         XxX


Me esqueci que Bella odiava ser chamada de Isabella, mas será que era verdade esse negocio de libertar ela?

                         XxX

                         De: Edward
                     Para: Minha Bella.

     " Se quizer vou ai agora! Nem precisa pedir... Mas não acho uma boa ideia. ;(

                         XxX

Se eu fosse lá é obvio que não ia me segurar, aquela seca toda já estavá me deixando louco.

                         XxX
                         
                         De: Bella
                     Para: Edward.

     " É, para outras intenções acho que não é uma boa ideia... mas que tal DORMIR aqui? Deixa o carro estacionado na rua de trás e entra pela janela. :D
     
                         XxX

Ela infatisou bem o DORMIR, mas melhor um passaro na mão do que dois voando né? Se for para dormir abraçadinho com ela eu topo, tipo, porque não? VOU CAIR PRA DENTRO!

                         XxX

                         De: Edward
                     Para: Bella.
     " Estarei ai logo... Beijos ;* "
     
                         XxX

Peguei minha roupa que iria usar amanhã na escola, uma calça de moletom para dormir e minha mochilá. Escrevi em um papel avisando alice que não estaria em casa de manhã e era para ela mentir para nossa mãe, dizendo que eu sai mais cedo, enfiei o papel por de baixo da porta dela e corri para a garagem. Joguei minha bolsa no carro e fui para casa de Bella.Estacionei meu volvo na rua de tras e fui caminhando para a casa dela. Ouvi um som atras de mim e me virei bruscamente, e parado atras de mim tinha uma fera, um Pittbul me encarrando, merda! Não pensei duas vezes, comecei a correr por todos os lados até despistar o mardito cachorro.

                         PDV Bella

Edward é completamente insano, e eu entrava em suas loucuras...Faziam 10 minutos que ele enviou a mensagem dizendo que vinha para cá, eu já tinha pego mais um travisseiro e arrumado minha cama.
- Bella. - Fui até a janela e fiquei observando Edward escalar a grade lateral da casa. Fiquei com medo dele cair, mas graças a Deus ele não caiu e o Emm não acordou. Pensa só: Eu ligando para a ambulancia dizendo que meu namorado caiu quando tentou entrar por minha janela, ah, detalhe, escondido! Emmett ia me matar. Fato!
- Todo esse desispero é para dormir comigo? - Perguntei quando ele se apoiou na janela e passou metade do corpo para dentro do meu quarto.
- Aham... - Ele falou meio ofegante. - Me ajuda aqui se não vou cair de novo...
- De novo? - Perguntei confusa. Edward arregalou os olhos e caiu, mas caiu para o lado de dentro do quarto. Coloquei a mão na cintura e encarrei ele.
- Edward aquela hora, quando você veio aqui hoje, você... - Ele abaixou a cabeça. - Você estava me espiando pela janela?
- Eu, não, ér, sim, mas não, eu...eu...ham - Eu ri do desespero dele. - Da pra esquecer isso? Eu vim de tão tão distante, enfrentei um deserto escaldante, um mar em furia, um dragão enorme, chego aqui e você nem esta desmaiada para eu te dar um beijo... - Ele fez biquinho e eu beijei.

                         PDV Edward

Mudei de assunto rapidamente, quase me lasquei! Ela ia me achar um pevertido se eu contasse que fiquei a observando enquanto trocava de roupa. Armei meu teatro e Bella caiu rapidamente.
- Se quizer eu posso me fingir de desmaiada... - Bella falou entre o beijo e riu.
- A não, aposto que é bem melhor beijar quando se é correspondido...- Agarrei ela pela cintura e colecei nossos labios dando um beijo suave e doce.
- Se for trocar de roupa pode usar o banheiro. - Ela apontou para uma porta.
- Vou lá, por roupa para dormir. - Dei um beijo em sua testa e fui para o banheiro.

                         PDV Bella

Edward saiu do banheiro com um calça de moletom e só, é isso mesmo, só! Sem camiseta! Meu Deus que corpo é aquele? Não é bombadão como Emmett, mas também não é magrelo como o Mike, ele é...gostoso.
- Bella, pode parar de babar. - Pisquei varias vezes senti meu rosto corar, sentei-me na cama e abaixei a cabeça.
- Eu não estava babando! - Falei com vergonha.
- Estáva sim!
- Estavá não. - Retruquei. - Vem deitar logo e cala a boca Edward!
- Ficou nervosinha... - Ele gargalhou e se deitou ao na minha cama me puxando para seus braços.
- Isso tudo é tão estranho. - Edward murmurrou enquanto me abraçava e suas mãos alisavam minha costa.- Eu nunca "dormi" com uma menina, só quando tinha relações, mas é tão diferente. - Ele me encarrou e sorriu, minha cama não era grande mas também não era pequena, estavamos colados. Ficamos conversando mais um pouco até que cai em um sono profundo, nos braços quentes e aconchegantes de Edward.

                         PDV Edward

Bella dormia nos meus braços. Era novidade - para mim - dormir com uma mulher sem fazer sexo, eu me sentia diferente, eu me sentia um homem de verdade.
- Edward... - Encarei bella. Ela não estavá dormindo? - Edward... - Senti um emoção inexplicavel, Bella estava sonhando comigo! Bella estava me chamando enquanto dormia. Sorri por saber que ela gostava de mim de verdade, ela era diferente, não era igual as outras que só queriam dinheiro e prazer. Bella queria carinho e companherismo.
Acariciei seu rosto, ela se remexeu e passou a perna sobre o meu tronco, e apoiou a cabeça em meu peito. Fiquei ali, não sei por quanto tempo, acariciando seu cabelo, até que peguei no sono.

Nenhum comentário:

Postar um comentário